Jovem que esfaqueou jornalista da TV Globo seguirá preso, decide Justiça

O suspeito disse que atacou porque o repórter 'esboçou uma reação'. Então, ele pegou a faca e o menor segurou o jornalista para o comparsa desferir os golpes de faca
Da Redação – Portal AM1
Publicado em 17/04/2022 09:40
Foto: Divulgação

A Justiça do Distrito Federal converteu em preventiva a prisão em flagrante de José Felipe Leite Tunholi, de 19 anos. A decisão foi dada em audiência de custódia realizada na manhã deste domingo (17). O suspeito confessou que desferiu facadas no jornalista da TV Globo Gabriel Luiz, de 28 anos, durante assalto na noite da última quinta-feira (14).

Segundo Tunholi, ele atacou porque o repórter “esboçou uma reação”. Então, ele pegou a faca e começou a esfaqueá-lo até que Gabriel Luiz “parasse de reagir”. O jovem estava acompanhado de um adolescente de 17 anos. Eles foram presos logo após o crime.

Em entrevista coletiva concedida na noite dessa sexta-feira (15), o delegado da 3ª DP (Cruzeiro) Douglas Fernandes explicou que os autores chegaram a levar R$ 250 do repórter.

Leia mais: Repórter Gabriel Luiz, da TV Globo, é esfaqueado em Brasília

“Houve a subtração da carteira, da qual os autores levaram R$ 250. Dispensaram o celular porque sabiam que poderia ser rastreados. Com isso, as outras linhas de investigação estão, por ora, descartadas”, destacou o delegado.

Os dois jovens disseram aos policiais que não sabiam quem era Gabriel. Após consumirem Rohypnol, eles viram no jornalista uma potencial vítima e decidiram assaltá-lo. “Eles falaram que usaram muita droga e decidiram cometer o roubo. O menor, inclusive, foi esfaqueado pelo maior acidentalmente, enquanto segurava o Gabriel. Ele foi para o hospital e, depois, a mãe de um amigo dele decidiu registrar ocorrência policial, porque ele mentiu dizendo que havia sido vítima de um assalto. Nós desconfiamos, porque seria raro dois crimes muito parecidos na mesma região terem ocorrido praticamente no mesmo horário. Percebemos que ele estava mentindo”, explicou Douglas.

O crime ocorreu por volta das 23h20. Gabriel Luiz voltava para casa quando foi seguido pelos dois suspeitos. Eles o cercaram e desferiram cerca de 10 golpes. A agressão só parou porque um vizinho viu a cena e gritou.

Leia mais: ‘Colorido’, um dos chefes do PCC foragido desde 2014, é preso em rodovia no Pernambuco

A ação foi registrada por câmeras de segurança. O porteiro narrou que estava na guarita do condomínio quando percebeu a vítima se aproximando.

Novas imagens mostram os dois suspeitos de atacar o repórter. A gravação revela dois homens andando tranquilamente por um estacionamento.

Bilhete

Após passar por cirurgias durante a madrugada e a manhã dessa sexta, Gabriel Luiz conseguiu escrever um bilhete e entregar à equipe médica da unidade de saúde. Segundo integrantes da equipe que acompanham o quadro clínico do repórter, logo depois da visita do pai, Gabriel fez desenhos de corações e os dizeres “Te amo”, e entregou a uma médica.

Ele foi transferido para a UTI do Hospital Brasília, no Lago Sul, por volta das 14h40 desta sexta. O jornalista seguirá internado na unidade de saúde até a completa recuperação.

(*) Com informações do Metrópoles

Compartilhar:
Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter.

+ NOTÍCIAS