MENU
Logo Amazonas Um

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

Juiz decide que Alejandro Valeiko não precisa mais usar tornozeleira eletrônica

De acordo com o juiz George Lins, “não consta dos autos informação sobre qualquer comportamento ou ato do acusado que prejudique ou inviabilize a tramitação processual”
• Publicado em 23 de abril de 2021 – 11:22
Juiz decide que Alejandro Valeiko não precisa mais usar tornozeleira eletrônica
Alejandro Molina Valeiko (Foto: Alailson Santos/PC-AM)

Manaus/AM – O juiz George Hamilton Lins Barroso, da 1ª Vara do Tribunal do Júri de Manaus, mandou retirar a tornozeleira eletrônica usada por Alejandro Valeiko, acusado de envolvimento no assassinato do engenheiro Flávio Rodrigues, em 2019.

A decisão atende pedido formulado pela defesa de Alejandro que também recebeu parecer favorável do Ministério Público do Amazonas (MP-AM).

De acordo com a decisão, o juiz George Lins entendeu que “a medida cautelar de monitoramento eletrônico não se faz mais necessária no presente caso”.

Leia mais: Caso Flávio: Justiça nega devolução de bens apreendidos do cunhado de Alejandro Valeiko

Isso porque, segundo o juiz, “não consta dos autos informação sobre qualquer comportamento ou ato do acusado que prejudique ou inviabilize a tramitação processual”.

“Pelo exposto, com fulcro no Art. 282, §5º, do Código de Processo Penal e em consonância com o Parquet, revogo a medida cautelar de monitoramento eletrônico imposta ao acusado Alejandro Molina Valeiko, já qualificado nos autos”, diz o documento.

Leia mais: Caso Flávio: Justiça volta a cancelar audiência que envolve Alejandro Valeiko

Em contrapartida, o juiz George Lins manteve as demais medidas cautelares que o enteado do ex-prefeito de Manaus, Arthur Neto, cumpre desde o ano passado. Entre elas o comparecimento mensal na Justiça para informar suas atividades, não poder sair de Manaus sem autorização e comunicar sobre qualquer mudança de endereço.

Entenda

Alejandro Valeiko, que segue em prisão domiciliar, é um dos acusados de envolvimento no assassinato de Flávio Rodrigues, encontrado morto em setembro de 2019, em um terreno no bairro Tarumã, zona Oeste de Manaus. Além dele, foram denunciados, também, Elizeu da Paz, Mayc Vinícius Parede, Paola Valeiko e José Edvandro Júnior.

O caso ganhou grande repercussão devido Alejandro ser enteado de Arthur Neto e filho da ex-primeira-dama de Manaus, Elisabeth Valeiko. Além dos desdobramentos das investigações.

[pdf-embedder url=”https://amazonas1.com.br/wp-content/uploads/2021/04/document-1.pdf” title=”document (1)”]

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap