Justiça Eleitoral emite carta à nação garantindo segurança das urnas
6 de março de 2021
Site auditado pelo
Manaus
24oC  29oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Justiça Eleitoral emite carta à nação garantindo segurança das urnas

A Justiça Eleitoral Brasileira, por meio do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) emitiu na tarde desta segunda-feira, 22, uma carta a nação brasileira para garantir a confiabilidade e integridade das urnas que serão utilizadas no segundo turno das eleições no próximo domingo, 28. A carta reafirma a total integridade e confiabilidade das urnas eletrônicas e do […]

Justiça Eleitoral emite carta à nação garantindo segurança das urnas
Foto: Agência Brasil

A Justiça Eleitoral Brasileira, por meio do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) emitiu na tarde desta segunda-feira, 22, uma carta a nação brasileira para garantir a confiabilidade e integridade das urnas que serão utilizadas no segundo turno das eleições no próximo domingo, 28.

A carta é lançada em meio a inúmeras denúncias ocorridas no primeiro turno. (Foto: Reprodução)

A carta reafirma a total integridade e confiabilidade das urnas eletrônicas e do modelo adotado nas eleições. Também garante a segurança do aparelho, já que para acessar as informações contidas, existem oito barreiras físicas e mais de 30 barreiras digitais que inviabiliza ataques de hackers e invasão cibernética do voto.

Ainda é garantido no documento que não existe a possibilidade da urna eletrônica completar automaticamente o voto do eleitor e que isso pode ser garantido por meio da auditoria da votação paralela que é realizada em sessão pública realizada nos Tribunais Regionais Eleitorais.

É também reiterado que durante a auditoria é feito a reimpressão do boletim de urna que é comparado com o boletim impresso e o boletim recebido pelo sistema de totalização, verificação da assinatura digital, comparação dos relatórios e das atas das seções eleitorais.

O TSE encerra a carta conclamando a sociedade para atuar em prol da manutenção do estado democrático de direito, com respeito as instituições, dentre as quais a Justiça Eleitoral, que é responsável por assegurar a legitimidade do processo eleitoral brasileiro.

A carta é lançada em meio a inúmeras denúncias feitas durante o primeiro turno das eleições onde se constatou que todos os relatos não passavam de fake News. Aqui no Amazonas recentemente foi espalhado nas redes sociais fotos de urnas eletrônicas que foram apreendidas na estrada de Autazes, município distante 113 quilômetros de Manaus. De acordo com a Assessoria de Comunicação do Tribunal Regional Eleitoral do Estado do Amazonas (TRE-AM), o caso é tratado como fake news, já que o veículo abordado estava transportando as urnas de forma legal, comprovado por documentos oficiais.

Veja documento 

 

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading