Caso Flávio: Juiz acusa advogados de Alejandro Valeiko de procrastinação para adiar julgamento - Amazonas1
2 de dezembro de 2020
Site auditado pelo
Manaus
24oC  29oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Caso Flávio: Juiz acusa advogados de Alejandro Valeiko de procrastinação para adiar julgamento

O magistrado afirma que a defesa do enteado de Arthur Neto está tentando adiar o julgamento com pedidos de provas que já estão disponíveis

Caso Flávio: Juiz acusa advogados de Alejandro Valeiko de procrastinação para adiar julgamento
Alejandro Molina Valeiko (Foto: Alailson Santos/PC-AM)

Os advogados de defesa de Alejandro Valeiko, enteado do prefeito Arthur Virgílio Neto (PSDB), estão sendo acusados de tentar adiar o julgamento sobre a morte do engenheiro Flávio Rodrigues dos Santos. Esse é o entendimento do juiz Celso Souza de Paula, da 1ª Vara do Tribunal de Júri de Manaus.

O magistrado emitiu uma decisão na última terça-feira (27), afirmando que os advogados de Valeiko estão realizando pedidos de mídias de depoimentos e outras provas para sustentação da defesa de seu cliente, porém estes documentos já estariam disponíveis para consulta.

Leia mais: Caso Flávio: após um ano, TJAM consegue juiz para processo que envolve Alejandro Valeiko

Para o juiz, essas petições apenas servem como tentativas de procrastinação do julgamento, pois a denúncia encontra-se formulada e pronta para ser respondida pelos réus. Dois dos acusados até já apresentaram suas defesas.

Alejandro Valeiko já deveria ter apresentado sua resposta para as acusações. No dia 15 de outubro foi dado o prazo de 10 dias para que ele, Elizeu da Paz e Paola Valeiko respondessem.

Caso a resposta não seja enviada, Valeiko pode ter um defensor público nomeado para o representar no caso pela inércia de seus advogados.

Leia mais: Caso Flávio: engenheiro foi morto no local onde cadáver foi encontrado, aponta laudo

A audiência de instrução do caso Flávio está marcada para os dias 25 e 26 de novembro e pode ser cancelada caso os réus rejeitem a denúncia apresentada pelo Ministério Público do Amazonas (MP-AM).

Resposta defesa de Valeiko

O advogado Renato Toron, que está atuando na defesa de Alejandro Valeiko, apresentou uma Certidão onde o próprio juiz diz que somente as mídias audiovisuais dos depoimentos foram juntadas na ação. De acordo com o documento, o Ministério Público ainda não disponibilizou as demais mídias e provas solicitadas.

De acordo com o advogado, a decisão do juiz de obrigar a defesa de apresentar resposta sem acesso a todas as provas e depoimentos pode anular o processo. “Obrigar a defesa a apresentar resposta às cegas é cerceá-la, anulará o processo. A pressa gerará injustiça”, disse o representante de Alejandro.

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading