Em Manaus, vazamento de gás causa incômodo e assusta moradores
28 de outubro de 2020
Site auditado pelo
Manaus
24oC  33oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Em Manaus, vazamento de gás causa incômodo e assusta moradores

Uma equipe do Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM) esteve no local para avaliação; acidente teria ocorrido após queda de energia

Em Manaus, vazamento de gás causa incômodo e assusta moradores
Vazamento de gás ocasionou odor, mas foi rapidamente controlado (Foto: Josemar Antunes/Portal AM1)

Um vazamento de gás em uma fábrica de gelo, na rua Ibisco (antiga Pista da Raquete), causou incômodo e assustou moradores da comunidade Nova Vitória, no bairro Gilberto Mestrinho, na zona Leste de Manaus, na tarde dessa terça-feira (22).

Por conta do problema, uma equipe do Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM) esteve no local para avaliação. Conforme informações da corporação, o vazamento já havia sido controlado pelos responsáveis da empresa.

O odor, similar ao gás de cozinha, permaneceu por várias horas, levando os moradores vizinhos a temer consequências maiores. O vazamento de amônia (NH3), um gás tóxico e corrosivo na presença de umidade, teria ocorrido após queda de energia elétrica.

Leia mais: Casal morre eletrocutado após fio de alta tensão cair sobre residência

Ao Portal AM1, José de Lima, 37, disse que desde a instalação da fábrica de gelo, os moradores não tiveram mais sossego e convivem com a intoxicação e possível explosão. A mãe do morador, de 89 anos, vem sendo prejudicada com problemas respiratórios.

“Não sabemos mais a quem apelar. Todas as vezes que sentimos o cheiro de gás idêntico de cozinha, nós, moradores ficamos apreensivos, principalmente, por estarmos mais próximos da fábrica. A minha mãe que já é idosa, ao sentir o cheiro, fica com dor de cabeça, sente falta de ar, desconforto e náusea. Essa fábrica já está há, pelo menos, quatro anos causando medo aos moradores”, disse José.

Durante o acompanhamento do Corpo de Bombeiros, uma guarnição da 4ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) também esteve no local. Os responsáveis pela empresa afirmam que o incidente será resolvido para não prejudicar a comunidade.

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading