Presidente do Procon diz que CPI dos Combustíveis foi 'verdadeira farsa’

Denúncias, sugestão de matérias e outros assuntos

4 de agosto de 2020
Site auditado pelo
Manaus
23oC  33oC
Buscar

Redes Sociais

redacao@amazonas1.com.br

Presidente do Procon diz que CPI dos Combustíveis foi ‘verdadeira farsa’

Rodrigo Guedes lamentou o amadorismo dos membros da comissão nos trabalhos investigativos e afirmou que os donos de postos nem se amedrontaram

Presidente do Procon diz que CPI dos Combustíveis foi ‘verdadeira farsa’
Para Rodrigo Guedes, a CPI foi uma encenação. Joana D'Arc, presidente da comissão, não se manifestou (Foto: Montagem)

Um dia depois de os membros da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Combustíveis apresentarem o relatório final, indicando a prática de cartel de preços pelos postos de combustíveis do Estado, o secretário interino da Secretaria Municipal de Defesa do Consumidor e Ouvidoria (Semdec), Rodrigo Guedes, afirmou que a CPI foi um “verdadeiro grande teatro” e que o resultado terminou em “pizza”.

Guedes criticou o modo de trabalho da comissão que, sequer usou os poderes que tinha para aprofundar as investigações e não ouviram nenhum dono de posto a respeito do objeto da CPI. “Eu acompanhei a CPI e eles não foram atrás desse objetivo. Aquilo foi uma farsa”, disse o secretário.

Uma das críticas de Guedes é que a CPI não procurou, por exemplo, confrontar as informações coletadas com gerentes e ex-gerentes de postos de gasolina ouvidos na Operação Carvão de 2003 e que possuem informações sobre como funciona esse mercado dos combustíveis.

Além disso, o colegiado não usou o poder que tinha, por exemplo, para convocar autoridades para depoimentos ou relatos, a exemplo de ministros, secretários de estados, ouvir suspeitos, apreensão de documentos e etc. “Não sei o que fizeram em 120 dias de trabalho. Dava para ter ido a fundo, ter investigado mais”, lamentou.

Rodrigo Guedes disse que ficou frustrado com o resultado do relatório apresentado pela CPI e afirmou que a investigação não amedrontou os donos de postos e distribuidoras que, supostamente, praticam a combinação de preços no Estado. “Desse jeito, o Procon Manaus continuará a enxugar gelo”.

O Amazonas1 procurou a presidente da CPI, deputada Joana D’Arc (PL) para comentar as declarações do titular do Procon Manaus, mas ela não respondeu às mensagens enviadas por aplicativo de conversa.

Amazonas1 TV

Publicado por Amazonas1

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading