Manaus, 27 de maio de 2024
×
Manaus, 27 de maio de 2024

Cenário

O mandato termina e Caio André não cumpre promessa do concurso público da CMM

O concurso público foi um dos primeiros compromissos assumidos por Caio André, logo que tomou posse como presidente da Casa legislativa, porém, parece que ficou no discurso.

O mandato termina e Caio André não cumpre promessa do concurso público da CMM

Vereador Caio André Foto: Emerson França/Dicom

Manaus (AM)  – O presidente da Câmara Municipal de Manaus (CMM), vereador Caio André (União Brasil), disse no dia 7 de fevereiro, durante a primeira Sessão Ordinária, que iria lançar concurso público da Casa Legislativa no mês de março ainda neste ano. No entanto, até esta sexta-feira (3), o processo seletivo está somente no discurso do vereador.

O concurso público foi um dos primeiros compromissos assumidos por Caio André, logo que tomou posse como presidente da Casa legislativa. “Nós precisamos reorganizar a Casa”, disse, anunciando melhorias no serviço público do parlamento e, sobretudo, valorizando os servidores.

Promessa

O concurso público foi promessa de Caio logo após a eleição para presidente da CMM, em 5 de dezembro de 2022. Ele chegou a destacar a necessidade do concurso e chegou a convocar os aprovados no último concurso, realizado em 2003. Isso com a ideia de possibilitar o andamento de um novo certame.

Caio chegou a afirmar que em março divulgaria os detalhes como número de vagas, cargos e salários.

“Vai ser um ano de muito trabalho, como vem acontecendo nos últimos anos, e talvez a maior realização seja o concurso público. Já estão sendo preparados os últimos detalhes e, até o mês de março, o Parlamento Municipal irá divulgar o certame”, declarou o vereador na ocasião.

Vale lembrar que o último concurso aconteceu há mais de 20 anos”.

O que diz a CMM?

O Portal AM1 questionou o vereador, por meio da assessoria de comunicação da Câmara de Manaus, para saber como está o andamento do certame 2024.

Em resposta, a Câmara Municipal de Manaus (CMM) informou que uma comissão foi constituída, sem ônus, com o auxílio da Procuradoria-Geral, visando realizar estudo, análise e fazer os levantamentos necessários para a realização do concurso público da Casa Legislativa, a fim de prover cargos públicos.

Ainda segundo a assessoria da CMM, “a comissão deverá apresentar estudo contendo proposta de vagas a serem oferecidas, levando-se em consideração a existência de vagas.”

A comissão, composta por quatro servidores públicos, deve apresentar Termo de Referência para a contratação de instituto para a realização do concurso; e minuta de edital, que deverá prever jornada de trabalho de 40 horas semanais, destacou a assessoria da CMM ressaltando que “a comissão segue trabalhando e os resultados devem ser amplamente apresentados e divulgados brevemente”.

LEIA MAIS: