Omar gastou R$ 20 milhões a mais com aviões em ano de denúncias, diz MP
6 de março de 2021
Site auditado pelo
Manaus
24oC  29oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Omar gastou R$ 20 milhões a mais com aviões em ano de denúncias, diz MP

O governo de Omar Aziz (PSD) gastou, em 2013, um ano de denúncias de uso irregular de aviões, R$ 20,5 milhões a mais com fretamento de aeronaves do que em 2012, segundo o Ministério Público do Estado (MP-AM). A informação consta em uma portaria do Diário Oficial do MP desta segunda-feira, 26, que inclui a […]

Omar gastou R$ 20 milhões a mais com aviões em ano de denúncias, diz MP
Omar Aziz e Alessandra Campêlo

Omar Aziz foi governador entre 2013 e 2014; Alessandra foi secretária de Esportes no seu governo (Foto: Reprodução/Facebook/Montagem AM1)

O governo de Omar Aziz (PSD) gastou, em 2013, um ano de denúncias de uso irregular de aviões, R$ 20,5 milhões a mais com fretamento de aeronaves do que em 2012, segundo o Ministério Público do Estado (MP-AM). A informação consta em uma portaria do Diário Oficial do MP desta segunda-feira, 26, que inclui a deputada Alessandra Campelo (MDB) em uma investigação sobre fraude em convênios da Secretaria de Estado da Juventude e Lazer (Sejel).

O aditamento da portaria 005.2018.78 foi assinado pelo promotor Ronaldo Andrade, o mesmo que assinou a abertura de um inquérito, em 2015, para apurar o uso irregular de uma aeronave do governo.

A denúncia apontava que a família do então governador Omar Aziz utilizou o avião para fazer turismo no Caribe.

Em 2014, planilhas da Infraero mostravam que a aeronave Citation Excell, de prefixo PP-MDB, viajou quatro vezes ao Caribe, partindo de Manaus, nos anos de 2011, 2012 e 2013, em períodos de feriados prolongados.

A viagem feita no Réveillon de 2013 coincidia com uma viagem da ex-primeira dama Nejmi Aziz ao Caribe, quando ela postou fotos eu seu perfil no Instragram.

Na portaria de ontem, nos argumentos para incluir a investigação da deputada Alessandra Campelo, o promotor considerou “o que já foi apurado no Inquérito Civil n° 4691/2013, cujo objeto é apurar ato de improbidade administrativa, com prejuízo ao erário, no fretamento de aeronaves pela Casa Civil Militar do Governo do Estado do Amazonas, que no ano de 2013 atingiu valor de R$ 20,5 milhões a mais do que no ano de 2012”.

Omar chegou ao governo em 2010, depois que o então governador, Eduardo Braga (MDB), renunciou para disputar uma vaga no Senado. No pleito seguinte, Omar disputou e foi reeleito para o cargo, que deixou para o vice, José Melo (PROS).

Deputada foi secretária no governo Omar

Com a publicação do Ministério Público nesta segunda-feira, 26, a Portaria 33.2013 passou a ter um novo objeto desde ontem: a “apuração de supostas irregularidades na execução do Convênio nº 04/2013, celebrado entre a Sejel e a Fundação são Jorge”, diz o texto.

Entre os investigados estão a deputada estadual Alessandra Campelo, que foi secretária de Esportes do governo Omar entre fevereiro de 2012 e abril de 2014, e a própria fundação.

A reportagem tentou contato com o senador Omar Aziz, mas ainda não obteve retorno.

* Com informações do CM7 https://goo.gl/1DPRGL

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading