Polícia cumpre mandados de busca e apreensão em casas de Nego do Borel no Rio e em SP - Amazonas1
16 de maio de 2021
Site auditado pelo
Manaus
24oC  29oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Polícia cumpre mandados de busca e apreensão em casas de Nego do Borel no Rio e em SP

A ação tem relação com a ex-noiva de Borel, Duda Reis, que o acusa de violência doméstica, estupro, ameaça e injúria

Polícia cumpre mandados de busca e apreensão em casas de Nego do Borel no Rio e em SP

A Polícia Civil de São Paulo cumpriu, na manhã desta quinta (28), dois mandados de busca e apreensão em endereços do cantor Nego do Borel em São Paulo e no Rio de Janeiro. Segundo nota encaminhada pela SSP (Secretaria de Segurança Pública), a medida está relacionada ao inquérito policial instaurado pela 2ª Delegacia de Defesa da Mulher para investigar a denúncia da atriz e modelo Duda Reis contra o ex-noivo.

Em boletim de ocorrência, registrado no dia 14 de janeiro, ela acusa Borel de violência doméstica, estupro, ameaça e injúria. O cantor nega. “Após representação da autoridade policial, a Justiça expediu mandados de busca e apreensão, que foram cumpridos na manhã desta quinta-feira (28), por policiais da unidade em endereços do suspeito em São Paulo e no Rio de Janeiro, com auxílio da Polícia Civil daquele estado”, afirma a SSP.

Procurada, a defesa de Nego do Borel não se manifestou até a conclusão deste texto. Segundo o G1, policiais retiveram o passaporte do cantor que encontraram na casa dele no Recreio dos Bandeirantes, zona oeste do Rio. Em São Paulo, os agentes apreenderam telefones e um computador.

A SSP informou que não vai divulgar mais detalhes da operação, porque o caso segue sob sigilo.

ENTENDA

Entre idas e vindas e algumas polêmicas, Duda Reis e Nego do Borel ficaram juntos por quase três anos. No último dia 23 de dezembro, eles anunciaram o fim do relacionamento.

Leia mais: Nego do Borel confirma ter traído Duda Reis, mas não fala sobre agressões

No dia 11 de janeiro, um áudio da influenciadora digital Lisa Barcelos, em que ela admite ter se envolvido com o cantor enquanto ele ainda se relacionava com Duda, gerou grande repercussão nas redes sociais. Dois dias depois, a atriz e modelo disse, em vídeos publicados no Stories do Instagram, que foi agredida fisicamente e verbalmente pelo cantor.

“Eu era muito manipulada, eu tinha muito medo, ele me ameaçava. Ele dizia que eu brigava com cachorro grande, que ele ia mandar matar a minha família […] Eu me sentia um rato num beco sem saída, era a pior sensação do mundo”, afirmou, na ocasião.

No dia 14, ela registrou boletim de ocorrência e afirmou que foi vítima de estupro. No dia seguinte, a Polícia fez uma revista na casa de Nego do Borel e, segundo o próprio cantor, os agentes levaram uma arma de ar comprimido, que ele diz que era usada em jogos de paintball.

Leia mais: Anitta se solidariza com Duda Reis após notícias de traição de Nego do Borel

No mesmo dia, as advogadas de Duda Reis divulgaram que a Justiça concedeu uma medida protetiva para que o cantor não se aproxime da ex ou da família dela. Ele também não pode compartilhar fotos ou vídeos íntimos da atriz e modelo nem marcar a ex ou os familiares dela em mensagens nas redes sociais.

O cantor nega todas as acusações e pediu perdão a Duda pelas traições que cometeu ao longo do relacionamento: “Estupro é muito sério. Não houve sexo sem consentimento. Isso é mentira, não sei porque ela está inventando isso. Não diminuía ela como mulher. Sempre fui amigo da Duda. Falava que ela era linda. A gente discutia de igual para igual, como um casal qualquer. Uma vez, a gente estava no quarto, o videogame escapou da minha mão e quebrou minha TV. Não vou quebrar minha TV cara para caramba! Eu traí, assumo meu erro, e peço perdão a Duda.”

Nego do Borel também registrou um boletim de ocorrência contra a ex-noiva, em que a acusa de calúnia, injúria e difamação.

 

(*) Com informações Folhapress

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

[email-subscribers-form id="1"]