Manaus, 16 de junho de 2024
×
Manaus, 16 de junho de 2024

Cidades

Polícia Federal aponta que policiais torturaram crianças em massacre no rio Abacaxis

Aproximadamente 130 agentes da segurança pública no Amazonas estão sendo investigados.

Polícia Federal aponta que policiais torturaram crianças em massacre no rio Abacaxis

Caso ocorreu em agosto de 2020 (Foto: Google Maps)

Manaus (AM) – Um relatório da Polícia Federal aponta que policiais militares do Amazonas realizaram uma operação de extermínio, com execuções de jovens e tortura de crianças. A informação foi revelada nesta quinta-feira (25) pelo Jornal Folha de São Paulo.

O caso ocorreu em agosto de 2020, em comunidades ribeirinhas e indígenas na região do rio Abacaxis, entre os municípios de Nova Olinda do Norte e Borba.

O relatório da PF foi concluído em abril deste ano, após quase três anos de investigações, com indiciamento do coronel da PM Louismar Bonates, ex-secretário de Segurança Pública do Amazonas, e do ex-comandante-geral da Polícia Militar do Amazonas (PM-AM), Ayrton Ferreira do Norte.

Além deles, são investigadas as condutas de 130 policiais militares e civis que participaram da operação policial.

De acordo com as investigações, oito pessoas foram mortas, sendo dois jovens indígenas mundurucus e um adolescente. Houve também quatro casos de tortura que não resultaram em mortes, lesões corporais graves em três vítimas, duas delas crianças.

No último dia 17, o Coletivo Pelos Povos do Abacaxis afirmou, em carta de repúdio, que os assassinatos foram uma “operação de extermínio” e cobrou que os autores do crime sejam penalizados.

Em nota, o Governo do Amazonas afirmou que colabora com a investigação.

“A Secretaria de Segurança Pública esclarece que a operação oficial da PM foi deflagrada depois que dois PMs foram assassinados a tiros no local por traficantes que subjugavam a comunidade”, disse. “Estamos colaborando com a investigação e temos certeza de que, ao final, a Justiça vai prevalecer.”

LEIA MAIS: