US - R$ 3,74

×

Filho da Flordelis suspeito de assassinato do pai presta novo depoimento

Lucas e o irmão Flávio dos Santos Rodrigues, de 38 anos, são suspeitos de matar o pai

Lucas dos Santos, de 18 anos, filho do pastor Anderson do Carmo de Souza com a deputada federal Flordelis (PSD) suspeito de participar do assassinato do pai foi conduzido à Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo (DHNSG) para prestar um novo depoimento que durou cerca de três horas.

O jovem deixou na noite dessa quarta-feira (19) a unidade socioeducativa do Degase (Departamento Geral de Ações Sócio Educativas) onde estava detido e chegou à delegacia, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, por volta das 20h45.

Lucas prestou depoimento na Delegacia de Homínidos de Niterói(Foto; Reprodução Tv Globo)

Lucas e o irmão Flávio dos Santos Rodrigues, de 38 anos, são suspeitos de matar o pai. Uma das linhas de investigação da polícia é de que os irmãos tenham cometido o crime para vingar a mãe numa relação extraconjugal do pai.

Durante o enterro

Os Lucas e Flávio já tinham prestado depoimento na DHNSG sobre o caso no dia em que foram presos. A dupla foi detida na segunda-feira (17), durante o enterro do pai.

Desde então, Flávio ficou na carceragem da delegacia, e Lucas foi transferido para uma unidade do Degase. A princípio, Lucas foi preso por acusação de crime análogo a tráfico de drogas quando ainda era menor de idade. Por esse motivo, ele ficou numa unidade socioeducativa. Agora, assim como o irmão, Lucas irá passar a noite na DHNSG.

Latrocínio é descartado

 Segundo a polícia descartou hipótese de latrocínio (roubo seguido de morte) no caso do assassinato do pastor. As imagens das câmeras de segurança da casa do pastor não mostram nenhum suspeito entrando ou saindo.

Na tarde dessa quarta, Flávio, que é filho biológico de Flordelis, prestou novo depoimento na Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo.

Agentes encontraram, na noite anterior, uma pistola em cima de um armário no quarto onde ele dormia. Para a polícia, a arma foi usada no crime.

Visita

A pastora evangélica e deputada federal (PSD), Flordelis foi até a Delegacia de Homicídios de Niterói, e São Gonçalo visitar o filho que permanece preso. Amparada pelo advogado Marcelo Ramalho e por um dos filhos que falava para a mãe não falar com os jornalistas.

“Vim visitar meu filho. Não acredito no envolvimento deles. Eu quero justiça para morte do meu marido. Eu quero justiça seja quem for,” disse.

 

Faça um comentário