Operação Delivery desarticula organização criminosa em Iranduba - Amazonas1
20 de outubro de 2020
Site auditado pelo
Manaus
23oC  33oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Operação Delivery desarticula organização criminosa em Iranduba

Os membros de uma organização criminosa utilizavam modalidade ‘disk entrega’ com bicicletas e outros veículos para comercializarem entorpecentes

Operação Delivery desarticula organização criminosa em Iranduba
Operação “Delivery” em Iranduba (Foto: Alailson Santos/PC-AM)

Sete pessoas foram presas na manhã de quinta-feira (24), durante a Operação Delivery, no município de Iranduba, distante 27 quilômetros de Manaus. A ação policial foi deflagrada pelas equipes da 31ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) e do Posto de Policiamento Integrado de (PPI) de Cacau Pirêra, distrito de Iranduba.

Denys César da Silva e Silva, 35; Ismael Miqueias Marques da Silva, 38; Jhonata da Silva e Silva, 38; Rizelha Silva de Oliveira, 38; Viviane Lima Cardoso, 30, e Weslein Luiz Nascimento Barros, 24, estavam com mandados em aberto por integrarem uma organização criminosa que atua no tráfico de drogas. Já Wesley Marinho Lima, 21, foi preso, em flagrante, por posse ilegal de munição de uso restrito e arma de fogo.

Leia mais: Em Rio Preto da Eva, homem que usava casa para traficar é preso 

De acordo com o delegado Geraldo Eloi, titular do PPI, os mandados judiciais foram expedidos no dia 21 de setembro deste ano, pelo juiz Túlio de Oliveira Dorinho, da 1ª Vara da Comarca de Iranduba.

“Há alguns meses foram identificados membros de uma organização criminosa, que utilizava modalidade ‘disk entrega’ com bicicletas e outros tipos de transporte para comercializarem entorpecentes em Iranduba”, disse o delegado Geraldo Eloi.

Material apreendido na Operação Delivery (Foto: Alailson Santos/PC-AM)

Durante a operação, as equipes apreenderam uma espingarda, munições, oito aparelhos de celular e dinheiro em espécie, todos oriundos da venda das substâncias ilícitas.

Denys César, Ismael, Jhonata, Rizelha, Viviane e Weslein foram indiciados por tráfico de drogas e associação para o tráfico. Já Wesley foi autuado por posse ilegal de munição de uso restrito e, também, posse ilegal de arma de fogo. Todos estão à disposição da Justiça na 31ª DIP de Iranduba.

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading