A + A -

Denúncias, sugestão de matérias e outros assuntos

8 de abril de 2020
Site auditado pelo

Redes Sociais

[email protected]

PMs são flagrados em vídeo atirando à queima roupa no rosto de uma mulher

Segundo informações, a vítima estava sentada em um banco com o namorado quando os dois policiais viraram uma esquina e simplesmente atiraram

PMs são flagrados em vídeo atirando à queima roupa no rosto de uma mulher
Reprodução: Revista Forum

Um vídeo feito por uma câmera de segurança registra o momento exato em que dois policiais militares atiraram em uma mulher, na última sexta-feira, 17, em Sorriso (MT), a 420 km de Cuiabá. Ela estava sentada em um banco com o namorado quando os dois policiais viraram uma esquina e simplesmente atiraram.

Elizangela Moraes, 44 anos, foi baleada no rosto e no pescoço. Ela passou por cirurgia e seu estado de saúde é estável.

Os dois PMs foram presos em flagrante. De acordo com testemunhas, os policiais Ezio Sousa Dias e Webert Batista Ribeiro, ambos de 30 anos, se envolveram em uma confusão em um bar.

O vídeo, no entanto, contradiz a versão dos PMs que consta no boletim de ocorrência.

 

Prisão preventiva e afastamento

Em audiência de custódia nesta segunda-feira, 20, a Justiça determinou a conversão da prisão em flagrante para preventiva dos dois policiais militares.

A Corregedoria Geral da Polícia Militar informa que deverão ser instaurados dois procedimentos para investigar o caso. Em razão da gravidade dos fatos, a investigação a ser instaurada deverá avaliar a permanência de ambos nas fileiras da instituição.

A Corregedoria diz ainda que, tanto a prisão em flagrante dos dois soldados, como a apreensão da arma usada foram efetuadas pela Polícia Militar, em ação coordenada pelo comandante da unidade local. Os dois policiais estavam em horário de folga.

Apontaram e atiraram

De acordo com o namorado da vítima, Osvaldo Pereira Gomes Neto, não havia confusão. Os dois estavam sentados em um banco público quando os policiais passaram, apontaram a arma e atiraram.

“Eles nem falaram com a gente, não conhecíamos eles. Nós temos que respeitar a polícia em uma abordagem, porque somos pessoas de bem, mas eu pergunto, o que justifica esse tiro?”, questiona ele.

 

(*) Com informações do Fórum

Amazonas1 TV

Publicado por Amazonas1

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias