MENU
Logo Amazonas Um

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

Prefeito de NY ironiza covid de Queiroga

O prefeito norte-americano fez duras críticas à comitiva presidencial do Brasil e sobre o posicionamento do presidente Bolsonaro em relação às vacinas da covid-19
Da Redação – Portal AM1*
• Publicado em 23 de setembro de 2021 – 09:59
Foto: Reprodução

NOVA YORK, EUA – Após criticar o presidente Jair Bolsonaro, o prefeito de Nova York, Bill de Blasio, ironizou o resultado positivo para a covid-19 do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga. Ele contraiu o vírus durante a viagem para os Estados Unidos, onde acompanhou Bolsonaro, que discursou na Assembleia Geral da ONU, na última terça-feira (21).

Nas redes sociais, o prefeito da cidade compartilhou a notícia de que Queiroga estava contaminado pela covid-19. “Se pelo menos houvesse uma forma de limitar seu risco. Ah, espera!”. A autoridade norte-americana falou em referência às vacinas da covid-19, no entanto, Queiroga já recebeu as duas doses do imunizante.

Leia mais: Queiroga testa positivo para a covid e fica em NY

O posicionamento quanto à vacinação contra a covid-19 não agradou o prefeito nova-iorquino, Bill De Blasio. Durante a declaração, o prefeito citou as falas contra a vacina do presidente Jair Bolsonaro que, mesmo sendo do grupo de risco, ainda não recebeu a dose do imunizante.

“Precisamos mandar uma mensagem a todos os líderes mundiais, especialmente Bolsonaro, do Brasil, de que se você pretende vir aqui, você precisa ser vacinado. E se você não quer se vacinar, nem venha, porque todos devem estar seguros juntos. Isso significa que todo mundo deve estar vacinado”, disse a autoridade em coletiva de imprensa.

Leia mais: Bolsonaro e comitiva ficarão cinco dias isolados por risco de estarem com Covid

O presidente do Brasil foi o único entre os 19 chefes de Estado do G20 que não receberam o imunizante contra a covid-19, assim apontou a BBC. A presença de Bolsonaro no evento da ONU era dúvida, justamente por não ter sido vacinado. No entanto, o chefe do Executivo confirmou a participação após a ONU desobrigar o certificado de vacinação.

(*) Com informações do Uol

Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap