MENU
logo-amazonasum

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

Prefeitura de Japurá abre os cofres para gastar milhões em merenda e limpeza

Uma das empresas, inclusive, poderá ser contratada duas vezes para serviços diferentes: fornecimento de alimentos e fornecimento mobílias
Juliana Siqueira – Portal AM1
• Publicado em 02 de junho de 2021 – 19:59
Vanilso quer gastar R$ 4 milhões para mobiliar prefeitura e limpar ruas de Japurá
Foto: Reprodução

Japurá/AM – Em um único dia, a Prefeitura de Japurá publicou documentos no Diário Oficial dos Municípios (DOM), nesta quarta-feira (2), que tratam da eventual aquisição de materiais de expediente, serviço de limpeza urbana e compra de alimentos para merenda escolar. Tudo isso poderá custar mais de R$ 4 milhões aos cofres públicos de Japurá, que são administrados pelo prefeito Professor Vanilso (PSD).

A possível contratação milionária ocorre no momento em que a cidade se encontra em estado de emergência por conta da cheia dos rios na Calha do Solimões. Além disso, Japurá contabiliza 849 pessoas infectadas com covid-19 e sete óbitos pela doença. As aulas da rede municipal, inclusive, ainda não retornaram. Em anúncio divulgado nas redes sociais, a Prefeitura de Japurá informou que as atividades devem iniciar na próxima semana.

Os documentos publicados no DOM se tratam de despachos de homologação e um contrato, que declaram como vencedoras quatro empresas diferentes para as referidas aquisições. O valor total de R$ 4.024.006,77 será repartido entre elas.

A maior fatia será desembolsada para a compra de merenda escolar, “para atender as necessidades da Secretaria Municipal de Educação da Prefeitura Municipal de Japurá”. Quem poderá receber a bolada de R$ 1.762.050,00 é a empresária Jucilene Batista da Silva, dona da empresa J BATISTA DA SILVA COMERCIO DE PRODUTOS ALIMENTICIOS EIRELI, vencedora da licitação.

O cadastro do CNPJ nº 31.262.472/0001-46 no site da Receita Federal aponta que o estabelecimento possui capital social de R$300 mil, valor que é bem abaixo do que a empresa receberá pelo fornecimento. Localizada no bairro Alvorada, zona Oeste de Manaus, essa firma realiza outras 60 atividades secundárias variadas.

Materiais de expediente

Essa mesma empresa, embora seja especializada no comércio de gêneros alimentícios, também aparece como uma das vencedoras de outra licitação, desta vez, para materiais de expediente. Isso porque o prefeito Vanilso planeja renovar a mobília do ‘complexo administrativo’ da Prefeitura de Japurá, por R$ 1.294.581,77.

Para este serviço, só a J BATISTA DA SILVA COMERCIO DE PRODUTOS ALIMENTICIOS EIRELI poderá receber R$ 803.601,77. Somando o outro procedimento licitatório citado anteriormente, no qual a referia empresa também levou a melhor, ela deverá receber da Prefeitura de Japurá o montante de R$ 2.565.651,77 pelos dois serviços que deverão ser contratados.

Além dela, outra empresa também poderá ser contratada para fornecer materiais de expediente para o órgão municipal. Trata-se da WALACE MEDEIROS TEIXEIRA – EPP, que morderá R$ 490.980,00. A firma possui capital social de R$ 250 mil e não há, no site da Receita Federal, informações sobre quem seria o dono do empreendimento.

Atendendo também pelo nome fantasia DISTRIBUIDORA MIAMI, com localização no bairro Santo Agostinho, zona Oeste de Manaus, o estabelecimento realiza o ‘comércio varejista especializado de eletrodomésticos e equipamentos de áudio e vídeo’, além de cerca de 100 atividades secundárias.

Limpeza urbana

Não achando pouco, o prefeito também vai gastar mais R$ 967.375,00 para serviço de limpeza urbana. Desta vez, o documento publicado no DOM se trata do contrato oficial e assinado pelo próprio gestor, no último dia de maio. A aquisição terá duração de um ano.

O serviço será de ‘varrição manual, poda e corte de árvores, capina manual, roçagem, caiação de meio fio, incluindo mão de obra, equipamentos e materiais, conforme Projeto Básico’.

Vencedora da licitação, a PRIME CONSTRUÇÃO EIRELI – ME é a firma que vai receber o valor quase milionário da Prefeitura de Japurá. No documento, não há informações sobre o número do CNPJ da empresa, para consulta no site da Receita Federal. No total, o professor Vanilso deverá gastar R$ 4.024.006,77 com as possíveis aquisições publicadas no Diário Oficial dos Municípios.

Sem resposta

A reportagem do Portal AM1 entrou em contato com a Prefeitura de Japurá, através do e-mail [email protected], e também pelo Facebook oficial do órgão. Porém, não houve retorno até a publicação da matéria. O espaço segue aberto para posicionamentos.

Vanilso quer gastar R$ 4 milhões para mobiliar prefeitura e limpar ruas de Japurá

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap