Manaus, 23 de abril de 2024
×
Manaus, 23 de abril de 2024

Esportes

Programa +Pelci contribui para desenvolvimento de criança autista no AM

A mãe de um dos atletas do programa ressalta o quanto o filho têm tido melhoras através das aulas de basquete

Programa +Pelci contribui para desenvolvimento de criança autista no AM

O programa +Pelci soma mais de 10 mil atletas em todo o estado (Foto: Rudson Renan/Faar)

Manaus (AM) – O Programa Esporte e Lazer na Capital e Interior, +Pelci, vem trabalhando formas de aprimorar e contribuir com o esporte para crianças com Transtorno do Espectro do Autismo (TEA). A mãe de um dos atletas do programa, Jucia Ferreira, ressalta o quanto o filho, Cláudio Moacir, de 14 anos, tem tido melhoras significativas por meio das aulas de basquete.

Diagnosticado com autismo leve e hiperatividade, ainda aos 3 anos, Jucia Ferreira relata que o filho era bastante agitado e tinha muita dificuldade de se expressar e ter convívio com outras crianças. Depois que começou a praticar aulas de basquete no núcleo Arena Amadeu Teixeira, foi perceptível os benefícios que o esporte lhe trouxe.
 
“O esporte tem ajudado muito na evolução dele, no aprendizado e no comportamento. Até na escola ele tem mais comunicação e melhorou o desempenho, no estudo, na leitura, inclusive os professores me parabenizaram”, comentou Jucia Ferreira.


Com aulas gratuitas nas mais diversas modalidades, o programa +Pelci soma mais de 10 mil atletas em todo o estado e já é considerado o maior projeto socioesportivo do Brasil. São mais de 35 núcleos na capital e seis polos no interior localizados nos municípios de Tabatinga, São Gabriel da Cachoeira, Humaitá, Codajás, Envira e Fonte Boa.

“É determinação do governador Wilson Lima trabalhar dentro do +Pelci a inclusão desses atletas. Em todos os nossos núcleos temos professores qualificados para desenvolver atividades com esses alunos, pois sabemos que o esporte tem a função de trazer benefícios desde o convívio social, como a parte física e mental”, destacou o gerente do +Pelci, Marcelo Silva.
 
Contribuindo para funções cognitivas, habilidades motoras e interação social do aluno Claudio Moacir, dona Jucia Ferreira fala com orgulho sobre o sentimento de ter seu filho incluído no programa.

“Como mãe, só tenho que agradecer ao governador Wilson Lima, por esse projeto. É uma oportunidade única para as crianças, ainda mais as especiais. E, muitas mães não têm condições de pagar uma escolinha e aqui é tudo gratuito. Só tenho agradecer”, disse Jucia.

2 de Abril
 
O Dia Mundial de Conscientização do Autismo foi definido pela Organização das Nações Unidas, em 2007, sendo comemorado no dia 2 de abril.

(*) Com informações da assessoria

LEIA MAIS: