Reino Unido convoca reunião do G7 para tratar da ômicron

Variante foi detectada pela primeira vez na África do Sul, e está se espalhando por países europeus; Brasil já proibiu voos oriundos da África
Publicado em 28/11/2021 20:29
ômicron
Foto: Fiocruz

LONDRES, ING – Neste domingo (28), o Reino Unido convocou uma reunião de emergência do G7 para discutir ações para barrar a disseminação da variante ômicron do coronavírus. O encontro deve acontecer na segunda-feira (29), por videoconferência, segundo o The Guardian.

A variante é considerada preocupante pela Organização Mundial de Saúde (OMS), e já foi detectada em países como Reino Unido, Alemanha e Itália, que também integram o G7. Estados Unidos, Canadá, França e Japão fazem parte do grupo.

A ômicron já foi encontrada em pacientes de covid-19 na África do Sul, Botsuana, Hong Kong, Israel, República Tcheca, Bélgica, Holanda, Austrália e Dinamarca. A Áustria investiga um caso suspeito, e segundo o ministro da Saúde da França, Olivier Veran, já é possível que a cepa esteja circulando no país.

Leia mais: Holanda tem 13 casos de Ômicron; Dinamarca e Austrália confirmam casos

Diversos países europeus já estão tomando medidas para evitar que a variante chegue e se espalhe pelos territórios, como a Suíça. Na sexta-feira (26), a Organização Mundial do Comércio (OMC) cancelou a reunião ministerial que seria realizada nesta semana em Genebra.

No Reino Unido, o primeiro-ministro Boris Johnson determinou que todas as pessoas que desembarcarem no país deverão ficar de quarentena até que os resultados dos exames deem negativo. Um teste de RT-PCR deve ser realizado no segundo dia de quarentena, e quem teve contato com algum suspeito de contaminação pela variante deve se manter de quarentena por 10 dias.

Já no Brasil, o governo federal seguiu uma recomendação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e proibiu a entrada de viajantes oriundos da África do Sul, Botsuana, Eswatini, Lesoto, Namíbia e Zimbábue. A medida passa a valer a partir das 0h da segunda-feira (29).

(*) Com informações do Poder360.

Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter

Compartilhar:
Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter.