Manaus, 29 de maio de 2024
×
Manaus, 29 de maio de 2024

Esportes

Santos vence Colo-Colo na Copa Libertadores de Futebol Feminino na Arena da Amazônia

A torcida organizada em Manaus assistiu as Sereias da Vila golearem o clube chileno por 4 a 1

Santos vence Colo-Colo na Copa Libertadores de Futebol Feminino na Arena da Amazônia

Em busca do Tri Campeonato, as sereias da vila voltam ao campo na sexta-feira, 23, contra o Deportivo ITA - (Foto: Divulgação)

O Santos venceu o clube chileno Colo-Colo por 4 a 1, na copa Libertadores de Futebol Feminino. O jogo válido pela primeira rodada do grupo B aconteceu nesta terça-feira (20), na Arena da Amazônia. O time aguarda o resultado do jogo entre JC Sport e Deportivo ITA para se consagrar a primeira colocação no grupo.

Os gols santistas foram marcados pelas jogadoras Maria, Alanna, Sandrinha e Brena. Maria marcou ainda no primeiro tempo e os outros, na segunda etapa completando a goleada do time vencedor. O Colo-Colo armou um ataque aos 8 minutos do segundo tempo. Em um cruzamento feito por Holey o time chileno diminuiu o placar com a camisa 19, Yessenia Huenteo.

Em busca do tricampeonato, as Sereias da Vila voltam a campo na sexta-feira (23), contra o Deportivo ITA – (Foto: Divulgação)

Em busca do tricampeonato, as sereias da vila voltam ao campo na sexta-feira (23), contra o Deportivo ITA, a partir das 20h30, na Arena da Amazônia.

Torcida organizada

A torcida organizada do Santos chegou animada ao estádio para a partida com camisas e bandeiras do time. De acordo com o organizador da torcida santista, Guilherme Amorim, 26, eles foram a Arena para mostrar a força dos torcedores das sereias da vila em Manaus. 

“O que me levou a criar a torcida organizada foi questões de zoações aqui em Manaus, que dizem que o Santos não tem torcida, não tem isso não tem aquilo. Eu pude provar que em Manaus tem torcida do Santos por mais que a gente seja minoria comparado a outras torcidas mas vamos mostrar nossa força”, contou.

Rafael Loma, 33, que é natural do Pará e tem família paulista é apaixonado pelo clube desde criança. “Minha paixão pelo Santos surgiu quando eu era pequeno. Meu pai já era santista e me levava ao estádio então foi assim que foi crescendo a paixão pelo clube e ai não parou mais’, disse.

*Com informações da assessoria