MENU

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

Serafim diz que Fausto mentiu sobre pedidos de indiciamentos

Serafim foi membro da comissão da CPI da Saúde no Amazonas e disse que essa proposta de indiciamento nunca foi solicitada por Fausto na CPI
Edilânea Souza – Portal AM1*
• Publicado em 01 de julho de 2021 – 09:08
Serafim Corrêa desmentiu Fausto Jr
Serafim foi membro da comissão da CPI da Saúde no Amazonas

MANAUS (AM) Após o depoimento de Fausto Júnior (MDB), na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19, nessa terça-feira (29), o deputado Serafim Corrêa (PSB) disse que em nenhum momento foi pedido indiciamento do governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), durante a realização da CPI da Saúde realizada em 2020, na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam).

A fala de Serafim sucedeu nesta quarta-feira (30) e, segundo o parlamentar, essa proposta nunca permeou nas reuniões da CPI. Corrêa era integrante da comissão da CPI na Casa Legislativa e disse entender a pressão a qual Fausto passou durante seu depoimento.

“Entendo a pressão a qual estava submetido o deputado Fausto Jr. Não é fato que ele tenha proposto o indiciamento do governador Wilson Lima ou de qualquer outro governador e nós, demais membros da CPI, tenhamos derrubado em votação. Essa proposta nunca ocorreu e essa votação também não. Quero que isso fique claro, porque se não, amanhã nós seremos os vilões, quando isso não ocorreu”, esclareceu o parlamentar.

Serafim também falou que “não pode assumir ônus de uma coisa que nunca ocorreu”. “Sou contra qualquer ataque ou agressão de um deputado para outro deputado. Não estou aqui ofendendo o deputado Fausto Jr., mas estou reafirmando que essa proposta nunca ocorreu. Entendo que ele [Fausto Jr.], ontem, sob pressão, pancadaria de todo lado, terminou fazendo aquela afirmação, mas que, no último ato, respondendo a uma senadora, terminou dizendo que não tinha proposto”, disse.

Leia mais: Péricles desmente Fausto e diz: ‘nunca pediu indiciamentos na CPI’

“As redes sociais são implacáveis. Pegaram apenas o trecho em que ele diz que propôs, mas foi voto vencido, e disseminaram isso na mídia. Isso é um torpedo para cima dos deputados Péricles, Wilker, Gomes e para cima de mim. Para repor os fatos, não posso ficar calado diante dessa situação. Nunca foi proposto indiciamento do governador e essa proposta nunca aconteceu”, disse Serafim, afirmando que o pronunciamento de Fausto colocou os demais membros da CPI da Saúde em uma saia justa.

Sem controle

O parlamentar também cobrou o Ministério Público (MP-AM) e o Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM) e afirma que os dois órgãos nada fizeram após a relatoria final da CPI da Saúde.

“Minha sugestão é reunir um grupo de deputados, visitar o Tribunal de Contas e Ministério Público e pedir o número de ação e do processo. Encaminhamos o relatório da CPI para o Ministério Público e o que foi feito? Qual o procedimento? Abriu o inquérito? Porque isso caminha para um ano. E a sequência? Fizemos o nosso trabalho. A Polícia Federal usou nosso material na Operação Sangria, mas e o Ministério Público?”, concluiu.

Mais contestação

Quem também contestou a fala de Fausto Júnior foi o deputado Delegado Péricles, que presidiu a CPI na ocasião. Durante sua fala na Aleam, nesta quarta-feira, Péricles desmentiu um trecho do depoimento do colega de Parlamento na CPI, sobre o indiciamento dos investigados na CPI do Amazonas.

“Ontem, o deputado Fausto Junior falou algo que não corresponde aos fatos da CPI. Eu, como presidente da CPI, preciso falar o que de fato ocorreu. O deputado até se retratou depois, mais, ainda assim, é necessário contarmos o que de fato correu”, declarou.

Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter.

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap