Show de Gusttavo Lima por R$ 800 mil em cidade de 8 mil habitantes vira alvo do MP

A cidade de São Luiz, em Roraima, possui apenas oito mil habitantes, além de ser a segunda cidade com o PIB mais baixo no Estado
Da Redação – Portal AM1
Publicado em 26/05/2022 10:28
Foto: Reprodução / Instagram

Roraima – A Prefeitura de São Luiz, município de Roraima, está sendo investigada pelo Ministério Público de Roraima por contratar o cantor Gusttavo Lima para a realização de um show de R$ 800 mil. A cidade de oito mil habitantes, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), vai receber o sertanejo em dezembro.

Gusttavo Lima é um dos artistas com cachês mais altos do Brasil, chegando a até R$ 1,2 milhão por show. Cada morador da cidade vai pagar o valor de R$ 100 pela apresentação do artista, incluindo adultos e crianças. Além de Gusttavo Lima, a prefeitura também contratou a dupla Cesar Menotti e Fabiano e a cantora Solange Almeida. Vale ressaltar que a cidade tem um PIB de R$ 147,6 milhões, o segundo mais baixo do Estado.

Leia mais: Pão e circo: prefeitos do AM já gastaram mais de R$ 3 milhões com shows de artistas nacionais

Em nota, o prefeito da cidade, James Batista (Solidariedade), afirmou não estar brincando com o dinheiro público, além de ressaltar que “o evento trará receitas diretas para as contas do município que permitirão o pagamento de todas as despesas”.

O evento onde Gusttavo Lima se apresentar é a 24ª edição da vaquejada, marcada para acontecer nos dias 1º, 2º e 3 de dezembro de 2022. Segundo o prefeito, a estimava é receber um público de 50 mil pessoas somente no show do cantor, e 100 mil pessoas nos três dias do evento.

O Ministério Público destacou que solicitou informações ao município, por meio da Promotoria de São Luiz, sobre como os recursos foram arrecadados e também se haverá retorno para os moradores. A prefeitura recebeu um prazo de dez dias para enviar resposta.

(*) Com informações do G1

Compartilhar:
Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter.

+ NOTÍCIAS