Governos do AM e do AC preveem a construção de estradas que interligam os estados - Amazonas1
28 de novembro de 2020
Site auditado pelo
Manaus
24oC  29oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Governos do AM e do AC preveem a construção de estradas que interligam os estados

Na pauta do encontro, o projeto de manutenção da estrada entre Cruzeiro do Sul (AC) e Guajará (AM) e, ainda, o termo para a abertura da Estrada de Feijó

Governos do AM e do AC preveem a construção de estradas que interligam os estados
Fotos: Divulgação/Seinfra

O secretário de Estado de Infraestrutura, Carlos Henrique Lima, recebeu em seu gabinete, na manhã dessa quinta-feira (22/10), a visita do governador do Acre, Gladson Cameli, e de sua comitiva para tratar de projetos que beneficiarão os estados do Amazonas e do Acre.

Na pauta do encontro, o projeto de manutenção da estrada entre Cruzeiro do Sul (AC) e Guajará (AM) e, ainda, o termo de cooperação para a abertura da Estrada entre Feijó, no Acre; e Envira, no Amazonas.

A estrada que liga Cruzeiro do Sul, no Acre, ao município de Guajará, no sudoeste do Amazonas, passará por um processo de manutenção e deverá ter sua nomenclatura atualizada de acordo com as normas do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), uma vez que seu trajeto liga dois municípios em dois estados diferentes.

Já a AM-329, que tem seu ponto zero no município de Eirunepé, passando por Envira e terminando no município de Feijó, no estado do Acre, está em processo de elaboração de projeto, no setor de Projetos e Orçamento da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Região Metropolitana de Manaus (Seinfra).

Leia mais: Boca do Acre: em meio à pandemia, José Maria quer construir estádio de futebol

O secretário de Infraestrutura disse que o objetivo da visita do governador do Acre à Seinfra foi “fortalecer os laços com o Governo do Amazonas e desta maneira, incrementar o desenvolvimento na fronteira entre os dois estados”.

Os projetos são de grande importância para o desenvolvimento social e econômico dos estados, visto que facilitará a comunicação entre cidades vizinhas situadas na região de fronteira, bem como o escoamento de produtos entre os municípios, cidades e regiões abrangidas, fortalecendo, assim, as economias do Amazonas e do Acre.

(*) Com informações da assessoria

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading