Prefeito de Humaitá na mira do MP suspeito de oferecer propina a vereadores - Amazonas1
4 de dezembro de 2020
Site auditado pelo
Manaus
24oC  29oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Prefeito de Humaitá na mira do MP suspeito de oferecer propina a vereadores

O MP-AM considerou áudio e vídeo que circularam em grupos de WhatsApp, em que há a menção de que o prefeito Herivaneo ofereceu vantagem econômica no valor de R$ 50 mil aos vereadores da cidade

Prefeito de Humaitá na mira do MP suspeito de oferecer propina a vereadores
Foto: Reprodução

O prefeito de Humaitá, Herivaneo Vieira de Oliveira, mais conhecido por ‘Herivaneo Seixas’ virou alvo de um inquérito civil no Ministério Público do Amazonas (MP-AM) por improbidade administrativa. A suspeita é que o prefeito tenha oferecido o pagamento de propina a vereadores do município.

A informação consta na Portaria nº 10/2020, assinada pelo promotor Weslei Machado e publicada no Diário Oficial do MP, na edição de segunda-feira (21).

Leia mais: MP manda retirar propaganda que promove prefeito de Humaitá

Para abrir investigação, o promotor considerou áudio e vídeo que circularam em grupos de WhatsApp, em que há a menção de que o prefeito Herivaneo ofereceu vantagem econômica no valor de R$ 50 mil aos vereadores da cidade, entre eles, Humberto Neves Garcia, conhecidos como “Paizinho”, Samuel Mendonça de Moraes, o “Samuel da Colônia” e Raimundo José Cruz Santiago, o “Bem-Te-Vi”.

Além de determinar a abertura do inquérito “para averiguar a prática de improbidade administrativa geradora de enriquecimento ilícito e dano ao erário” em razão da denúncia, Machado intimou os três vereadores citados para que prestem depoimento no âmbito da investigação do MP.

Leia mais: MP aponta superfaturamento em compra de terreno pela Prefeitura de Humaitá

“Receber vantagem econômica de qualquer natureza, direta ou indiretamente, para omitir de ofício ou providência a que esteja obrigado, configura improbidade administrativa que importa em enriquecimento ilícito previsto no art. 9º, X da Lei n. 8.429/92”, alertou em seu despacho.

Veja publicação:

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading