MENU
Logo Amazonas Um

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

Após suspender emendas de relator, Rosa Weber se reúne com Pacheco

A ministra é a relatora das emendas do relator que foram suspensas pelo STF por falta de transparência em sua movimentação
Da Redação – Portal AM1*
• Publicado em 25 de novembro de 2021 – 20:25
Rosa Weber se reúne com Pacheco para discutir emendas de relator
Foto: Divulgação / STF / SENADO

BRASÍLIA, DF – A ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), se reuniu nesta quinta-feira com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco. O encontro foi para discutir as ações que questionam as chamadas emendas de relator. A reunião será no gabinete da ministra.

Rosa Weber é a relatora das ações e foi responsável pela medida cautelar que determinou a suspensão da execução das emendas de relator, bem como a adoção de medidas de transparência para os pagamentos.

No dia 9, a decisão da ministra foi referendada pela maioria dos ministros do STF em julgamento pelo plenário virtual.

Na semana passada, Pacheco se reuniu com o presidente do STF, ministro Luiz Fux, para discutir as ações e anunciou que pretendia se reunir com a ministra Rosa Weber e com outros ministros do Supremo.

Leia mais: Arthur Lira defende liberação imediata das emendas de relator para os deputados

No julgamento do plenário virtual, oito ministros concordaram com a decisão de Rosa Weber de suspender as emendas. Dois ministros foram contrários – Gilmar Mendes e Nunes Marques.

Polêmica

As emendas do relator se tornou um assunto bastante polêmico uma vez que o governo distribua dinheiro público a seus aliados conforme entender, permitindo, assim, que o Planalto utilize essas emendas nas negociações pela tramitação de propostas de seu interesse no Legislativo.

Tanto Pacheco como o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira querem manter o chamado “orçamento secreto” mesmo após a suspensão. Em 2021, a previsão do orçamento para emendas do relator é de mais de R$ 16 bilhões.

O mecanismo é criticado por permitir que o governo distribua dinheiro público a seus aliados conforme entender, permitindo, assim, que o Planalto utilize essas emendas nas negociações pela tramitação de propostas de seu interesse no Legislativo.

*Com informações da CNN

Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap