MENU
Logo Amazonas Um

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

Bessa denuncia cobrança de propina no Implurb

Bessa já vem falando da atuação das secretarias municipais desde agosto, quando também criticou a falta de sensibilidade de fiscais da Semmas
Edilânea Souza – Portal AM1*
• Publicado em 28 de setembro de 2021 – 14:44
Bessa diz que fará levantamento sobre recebimento ilícito de fiscais do Implurb
Foto: Divulgação/Jean Saraiva)

MANAUS, AM – Suspeitando de recebimento de dinheiro ilícito, vindouro de propina, de parte dos fiscais que atuam no Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb), o vereador Elissandro Bessa (Solidariedade) disse que está fazendo um levantamento a partir de denúncias encaminhadas ao seu gabinete e que, caso constate alguma irregularidade, a referida será levada à polícia.

Na tribuna da Câmara Municipal de Manaus (CMM), nesta terça-feira (28), o parlamentar disse que concorda que as fiscalizações ocorram em obras irregulares, porém, o que não pode, é que os fiscais venham a receber dinheiro para realizar tal serviço.

O parlamentar disse, ainda, que não vai procurar o secretário da pasta, representada por Carlos Alberto Valente de Araújo. No entanto, caso encontre algum tipo de irregularidade vai levar o caso à polícia.

“Eu não vou lá com o secretário. Estou juntando elementos e vou fazer pessoalmente, com minha equipe, uma investigação nessas fiscalizações e, se encontrar irregularidades, vou levar é na polícia, às autoridades. Não vou tomar cafezinho com ninguém, não! Não é meu perfil. Tá [sic] tomando cafezinho e tapinhas nas costas – o que a população quer é ação!”, disse Bessa.

Entre as denúncias, Bessa destacou uma em que o proprietário de um imóvel, na Compensa, já havia finalizado uma obra há seis meses e recebeu a visita de um fiscal e que ele o queria multá-lo, mesmo a obra estando finalizada na gestão municipal anterior e que não houve fiscalização à época.

Leia mais: Bessa denuncia Semmas por multar ambulante no Residencial Manauara e ignorar empresas poluidoras

“Sabemos das deficiências das secretarias, isso é público. Mas o que me deixa triste não é a falta de fiscalização, o ordenamento tem que acontecer, mas temos áreas e locais que as pessoas já estão ali, precisamos ter um tratamento diferenciado. Não estamos dizendo aqui que nenhuma obra seja embargada, mas que tenha seriedade e um programa de reordenamento elaborado, tem que ter um começo para isso!”, cobrou Bessa.

Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter.

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap