MENU
Logo Amazonas Um

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

Bolsonaro diz que não é preciso regular fake news: ‘fazem parte da nossa vida’

Presidente disse que tema das fake news caem por si só; Bolsonaro ainda comparou notícias falsas a "mentir para a namorada"
Da Redação – Portal AM1*
• Publicado em 14 de setembro de 2021 – 20:52
Bolsonaro
Foto: Alan Santos/PR

BRASÍLIA, DF – O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse nesta terça-feira (14) que ‘não é preciso’ regular a disseminação de notícias falsas. O presidente deu a declaração durante a cerimônia de entrega do Prêmio Marechal Rondon de Comunicações, em Brasília.

Segundo o presidente, as “fake news fazem parte da nossa vida”. A declaração veio após o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), devolver ao Palácio do Planalto a MP 1.068/2021, que alterava o Marco Civil da Internet. A alteração proposta pelo presidente limitava a retirada de conteúdos publicados nas redes sociais.

Leia mais: STF e Senado devolvem MP do Marco Civil da Internet e impõe derrota a Bolsonaro

“Fake news faz parte da nossa vida. Quem nunca contou uma mentirinha para a namorada?”, disse o presidente. Em seguida, ressaltou que nunca chegou a mentir para a esposa, a primeira-dama da República, Michelle Bolsonaro.

O presidente seguiu dizendo que “apanha”, mas que nunca tentou recorrer ao Poder Judiciário para regular. “Entendo que fake news é quase que como um apelido. Se eu colocar um apelido no Marcelo Queiroga agora e ele ficar chateado, vai pegar isso aí. Cai por si só. Não precisamos regular, deixemos o povo à vontade”, afirmou Bolsonaro.

Bolsonaro, no entanto, disse que em relação a crimes como pedofilia, não tem cabimento não censurar. “Isso aí já não é nem fake news. É crime”, salientou.

Derrota

Nesta terça-feira, além de o Senado ter devolvido a MP ao Planalto, o Supremo Tribunal Federal (STF) suspendeu os efeitos da Medida Provisória. Em despacho, a ministra Rosa Weber afirmou que a disseminação de notícias falsas ataca a democracia.

(*) Com informações do UOL.

Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter.

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap