MENU
Logo Amazonas Um

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

Bolsonaro diz que tem três alternativas: ‘preso, morto ou vitória’

Em discurso para líderes evangélicos, neste sábado (28), o presidente ainda destacou que ninguém vai lhe amedrontar
Da Redação – Portal AM1*
• Publicado em 28 de agosto de 2021 – 11:39
Bolsonaro fala em chantagem após derrubada do voto impresso
Foto: Alan Santos/PR

GOIÁS, GO – O presidente Jair Bolsonaro afirmou que não tem chance de ser preso por supostas acusações que estão sendo investigadas pela CPI da Covid, no Senado Federal. A declaração foi dada neste sábado (28), em discurso para lideres evangélicos em Goiás.

“Digo uma coisa aos senhores. Tenho três alternativas para o meu futuro: estar preso, ser morto ou a vitória. Pode ter certeza: a primeira alternativa, preso, não existe. Nem um homem aqui na Terra vai me amedrontar. Tenho a consciência de que estou fazendo a coisa certa. Não devo nada a ninguém. E ninguém deve nada a mim também”, destacou Bolsonaro sendo ovacionado pelo público presente.

Leia mais: Após críticas sobre gasolina, Bolsonaro desafia governadores ‘Vamos zerar o ICMS?’

Além disso, o presidente convocou os evangélicos a participarem dos atos do dia 7 de setembro, que estão endo marcados em todo Brasil. Bolsonaro voltou a questionar o sistema da urna eletrônica e ainda afirmou que não aceitará possíveis punições em relação a administração do governo federal na pandemia.

“Comprovei a fraude do TSE [Tribunal Superior Eleitoral] com documentos do próprio TSE. Por que não querem mais transparência? Alguns me acusam de querer dar um golpe. Eu já sou presidente, por que vou querer dar um golpe?”, questionou.

Durante o discurso, o presidente ainda mandou indiretas para a Comissão da CPI da Covid.”Nas palavras de alguns poucos vou ser enquadrado em charlatanismo e curandeirismo por causa da hidroxicloroquina”, disse Bolsonaro.

(*) Com informações do Uol

Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter.

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap