MENU
Logo Amazonas Um

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

Bolsonaro fala em ‘chantagem’ após derrubada do voto impresso

Bolsonaro disse que não confiará 100% no resultado das eleições de 2022, que continuará sendo realizada por meio da urna eletrônica
Da Redação – Portal AM1*
• Publicado em 11 de agosto de 2021 – 09:51
Bolsonaro fala em chantagem após derrubada do voto impresso
Foto: Alan Santos/PR

BRASÍLIA, DF – O presidente Jair Messias Bolsonaro disse a seus apoiadores que a derrubada da PEC do Voto Impresso, foi reflexo de chantagem e medo de deputados sofrerem retaliações. A PEC foi votada na Câmara dos Deputados na noite de ontem (10).

O chefe da República agradeceu a votação favorável a PEC, no caso de 229 votos e disse que houve chantagem para desaprovar a proposta e que outros não votaram por medo

“Quero agradecer à metade do parlamento que votou de forma favorável ao voto impresso, parte da outra metade que votou contra, que entendo que votou chantageada. Uma outra parte que absteve, não todos, mas alguns lá não votaram por medo de retaliação”, disse o presidente.

Leia mais: Bancada amazonense se divide na votação do voto impresso

O presidente disse que não acredita em resultado confiável nas eleições de 2022 e disse que para algumas siglas partidárias o voto eletrônico é ideal.

“Em números redondos, 450 deputados votaram ontem, foi dividido. Então é sinal que metade não acredita 100% da lisura dos trabalhos do TSE, não acredita que o resultado seja confiável. Dessa outra metade que votou contra, você tira PT, PCdo B, PSOL, e para eles é melhor voto eletrônico como esta aí”, disse.

Ainda sobre a derrubada do voto impresso, o presidente disse que muitos votaram preocupados com possíveis retaliações na Câmara dos Deputados e outros, votaram segundo a vontade do ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, que já havia se posicionado contra o voto impresso.

“Desses outros que votaram contra, muita gente votou preocupado. Com problemas, essas pessoas resolveram votar com o ministro, presidente do TSE. Os que se abstiveram numa votação online, abstenção é muito difícil acontecer. Sinal que ficaram preocupados com retaliações”, afirmou.

(*) Com informações UOL

Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap