MENU
Logo Amazonas Um

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

Caso Flávio: familiares na porta do TJ exigem justiça pela morte do engenheiro

Serão três dias de audiência, com expectativa para o depoimento de Alejandro Valeiko, filho da ex-primeira dama de Manaus, Elisabeth Valeiko
Gabriela Alves – Portal AM1*
• Publicado em 27 de julho de 2021 – 11:14
Foto: Márcio Silva / Portal AM1

MANAUS, AM – Após um ano e dez meses da morte do engenheiro Flávio Rodrigues dos Santos, o Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) começa a ouvir, nesta terça-feira (26), as testemunhas de acusação do caso. Além delas, será ouvido Elielton Magno de Menezes Gomes Júnior, segunda pessoa ferida com golpes de faca no dia do crime.

A audiência é conduzida pelo juiz da 1.ª Vara do Júri, Celso Souza de Paula. São réus no processo: José Edvandro Martins de Souza Júnior; Mayc Vinícius Teixeira Parede; Elizeu da Paz de Souza; Alejandro Molina Valeiko e Paola Molina Valeiko – os dois últimos são filhos da ex-primeira-dama de Manaus, Elizabeth Valeiko.

Leia mais: Após matéria do AM1, Arthur processa Hissa por calúnia no ‘caso Flávio’

“Hoje está convocado pra [sic] ser ouvida a vítima sobrevivente, e as testemunhas que foram chamadas pelo Ministério Público, que são as testemunhas de acusação. Depois, a gente passa pra [sic] oitiva das testemunhas de defesa, que são aquelas convocadas pelos advogados dos réus”, detalhou o juiz.

Antes do processo ser assumido por Celso Souza de Paula, outros seis juízes se declararam suspeitos para assumir ou impedidos para julgar a ação penal.

Foto: Márcio Silva / Portal AM1

A programação organizada pela 1ª Vara do Tribunal do Júri prevê que a audiência deve prosseguir na próxima quarta-feira (28) e quinta-feira (29). Segundo Souza de Paula, após todas as testemunhas serem ouvidas, será realizado o interrogatório dos cinco acusados.

O juiz informou ainda que não vê possibilidades de suspensão da audiência. “A gente espera que as pessoas convocadas nos ajudem a esclarecer a verdade real dos fatos, que e isso que busca o processo penal, pra poder punir quem realmente seja culpado. Depois que acabar essa audiência, segue pra fase da denúncia pra saber quem que vai ser realmente levado ao tribunal do Júri”, afirmou.

“Justiça por Flávio”

Familiares da vítima estão desde cedo em frente ao Fórum Ministro Henoch Reis, no Aleixo, zona centro-sul de Manaus. Com faixas e cartazes eles cobram justiça pela morte do engenheiro. “Esperamos que esse processo não entrave mais, que ele siga os trâmites normais. Que não haja mais atraso, porque nós precisamos de justiça, porque enquanto não for feita, fica num parêntese de impunidade. Nos vamos lutar contra isso!”, disse Aline Santos de Almeida, irmã de Flávio.

Leia mais: ‘Caso Flávio’: audiência de Alejandro Valeiko é marcada para terça-feira

Questionada sobre a possibilidade de os réus terem sido privilegiados com a demora do caso, por conta do parentesco de dois deles com o ex-prefeito Arthur Neto, Aline diz que, embora não possa afirmar, a família tem suas suspeitas.
“Seria uma hipótese pra explicar essa demora, a troca de juízes, a gente sabe que houve uma pandemia, as coisas ficaram um pouco paradas; a gente suspeita”, disse a irmã do engenheiro Flávio.

Foto: Márcio Silva / Portal AM1

Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter.

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap