Secretária de Comunicação de Arthur Neto é investigada por fraude de R$ 19 milhões - Amazonas1
26 de novembro de 2020
Site auditado pelo
Manaus
24oC  29oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Secretária de Comunicação de Arthur Neto é investigada por fraude de R$ 19 milhões

Kellen Cristina Lopes é alvo do Ministério Público por suspeita de fraude na licitação e superfaturamento na contratação da empresa Agência de Interatividade e Marketing

Secretária de Comunicação de Arthur Neto é investigada por fraude de R$ 19 milhões
Foto: Reprodução

O contrato de R$ 19 milhões assinado pela secretária municipal de Comunicação, Kellen Cristina Lopes, da Prefeitura de Manaus, com a empresa Agência de Interatividade e Marketing Ltda., é alvo de investigação do Ministério Público do Amazonas (MP-AM). A suspeita é de fraude na licitação e superfaturamento.

Eleições

Um inquérito civil foi aberto no último dia 2 de setembro pela promotora de Justiça, Wandette Netto, para apurar as suspeitas de irregularidades no contrato assinado no dia 3 de março deste ano, em meio à pandemia da covid-19.

Leia mais: ‘Elefante Branco’ de Arthur Neto custou mais de R$ 17 milhões aos manauaras

Comunicação Digital

A empresa alvo da investigação pertence ao jornalista e empresário Durango Duarte sendo contratada para prestar serviço de comunicação digital para a Secretaria Municipal de Comunicação (Semcom).

A suspeita é que o processo de licitação da Concorrência nº 018/2019, por ter sido restrito, impediu a competitividade no certame. Já o superfaturamento é citado por sobrepreço ou inexecução dos serviços previstos no Contrato de nº 002/2020, que tem duração de 12 meses, entre 2 de março de 2020 a 1 de março de 2021.

Leia mais: As promessas não cumpridas de Arthur Neto após oito anos na prefeitura

Além da secretária Kellen Cristina Lopes e do empresário Durango Duarte, o inquérito ainda investiga o presidente da Subcomissão Municipal de Bens e Serviços Comuns da Comissão Municipal de Licitação (CML), Rafael Vieira Rocha Pereira e os demais membros do CML, Muza Maria Holanda Nogueira, Ricardo Norihiro Iwamoto e José Hildebrando Oliveira dos Reis.

Explicações

A Prefeitura de Manaus e nem mesmo a titular da Semcom se manifestaram aos questionamentos do Portal AM1 sobre a investigação que ainda está em andamento no Ministério Público do Amazonas.

O empresário Durango Duarte não foi localizado. Existe a informação de que ele está em viagem pela Europa.

Inquérito Civil

 

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading