Manaus, 28 de fevereiro de 2024
×
Manaus, 28 de fevereiro de 2024

Cidades

Começa hoje a correção de dados dos 6 mil pré-cadastrados no Amazonas Meu Lar

Todos os convocados para corrigir os dados Amazonas Meu Lar irão receber mensagem, por e-mail, WhatsApp e pelo aplicativo SASI.

Começa hoje a correção de dados dos 6 mil pré-cadastrados no Amazonas Meu Lar

(Foto: Tiago Corrêa/UGPE)

Manaus (AM) – O Governo do Estado convoca, a partir desta sexta-feira (26), 6 mil pré-cadastrados no Programa Amazonas Meu Lar, para a correção de inconsistências nos dados informados. O prazo para a atualização cadastral será de 26 a 31 de janeiro. Todos os convocados irão receber mensagem, por e-mail, WhatsApp e pelo aplicativo SASI, informando sobre a necessidade de atualização dos dados cadastrais e orientando sobre como proceder.

A fase de pré-cadastro encerrou em 11 de outubro e agora o programa está analisando os dados para efetuar o ranqueamento dos beneficiados. Foram 162.005 inscritos. Os que apresentaram dados inconsistentes foram, principalmente, relacionados a erros de digitação no nome e na data de nascimento, mas também há falhas na renda informada.

A correção dos dados cadastrais deve ser feita, exclusivamente, pelo aplicativo SASI, no período entre 26 de janeiro e 31 de janeiro de 2024. Na aba do Programa Amazonas Meu Lar, a pessoa deverá clicar no botão Meu Cadastro e, com o número do CPF, consultar as informações que precisam ser atualizadas. Quem ainda não tem acesso ao SASI, pode baixá-lo nas lojas de aplicativo AppStory ou Play Story.

Coordenação

O Programa Amazonas Meu Lar é coordenado pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Urbano e Metropolitano (Sedurb) e executado pela Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE), Superintendência de Habitação (Suhab) e Secretaria de Estado de Cidades e Territórios (Secti).

Segundo o secretário da UGPE, Marcellus Campêlo, o programa, que está em fase de análise dos cadastros, irá reabrir, excepcionalmente, o sistema para ajuste de inconsistências no preenchimento de dados pelos participantes.

“Seis mil pessoas cometeram algum erro no cadastro, o que pode impossibilitar a classificação delas no ranking de acesso às linhas de atendimento do Programa Amazonas Meu Lar. Identificadas as inconsistências, vamos reabrir o sistema e dar nova oportunidade para que o próprio pré-cadastrado faça a correção dos fatos expostos de forma errada e a pessoa não seja prejudicada”, destaca Marcellus Campêlo.

O secretário explica que todo o processo de cadastramento do Amazonas Meu Lar foi pelo site do programa – www.amazonasmeular.am.gov.br – e pelo aplicativo SASI, por isso, é compreensível que um percentual apresente inconsistência, se considerar que esta é uma iniciativa inédita para um programa habitacional no Estado e que nem todo mundo tem facilidade com os meios digitais. “Nem todo mundo tem facilidade de interagir com sistemas digitais. Ainda assim, 6 mil pré-cadastros com inconsistência é um número relativamente baixo no universo de 162.005 inscritos”, disse.

(*) Com informações da assessoria

LEIA MAIS: