MENU
Logo Amazonas Um

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

Em Nhamundá, prefeitura vai gastar R$ 423 mil com dentaduras e aparelhos

Sem realizar licitação, mas um processo denominado 'carona', a prefeita Marina Pandolfo vai mandar fazer dentaduras e aparelhos dentários, sem explicar o objetivo
Juliana Siqueira – Portal AM1
• Publicado em 05 de outubro de 2021 – 10:58
Em Nhamundá, prefeitura vai gastar R$ 423 mil com dentaduras e aparelhos
Foto: Reprodução/Facebook

Nhamundá, AM – A prefeita de Nhamundá, Marina Pandolfo (PSD), pretende gastar mais de R$ 423. 000 com a produção de dentaduras e aparelhos ortodônticos para atender as necessidades do Executivo Municipal. A informação consta no Diário Eletrônico dos Municípios do interior, na edição desta segunda-feira (4).

Leia mais: Prefeitura de Nhamundá tem 45 dias para reimplantar Portal da Transparência

A gestora, segundo o documento, pretende providenciar a “confecção de próteses dentárias total; próteses dentárias parciais; instalação de aparelho ortodôntico e manutenção de aparelho ortodôntico”. Porém, não há detalhes sobre quantos e quais tipos serão feitos, valores unitários, e a necessidade da confecção.

Para tal aquisição, Pandolfo não realizou processo de licitação, pois decidiu ‘pegar carona’ em um processo administrativo realizado pela Prefeitura de São Paulo de Olivença, para o mesmo serviço.

“Adesão a Ata do Sistema de Registro de Preço nº N° 026/2021 da Prefeitura Municipal de São Paulo de Olivença/AM, oriunda do Pregão Presencial n° 033/2021-CPL/PMSPO, conforme Decreto nº 7.892/2013, que regulamenta a carona, alterada pelo Decreto nº 9.488/2018”, diz trecho do documento.

A ‘carona’, inclusive, é uma modalidade que permite que órgãos e entidades da Administração que não participaram da licitação, após consultar o órgão gerenciador e o fornecedor registrado, demonstrando a vantagem da adesão, celebre contratos valendo-se da ata de registro de preços do outro ente.

Pelo total de R$ 423,7 mil, a empresa que ficará responsável pela confecção das dentaduras e aparelhos odontológicos é a ASBM Consultório Odontológico e Serviços Especializados para Construção Eireli, cuja dona é a empresária Adila Simone Barreiros de Moura.

Em uma pesquisa rápida na internet, foi verificado que o serviço de confecção de próteses, por exemplo, custa em média de R$ 600 a R$ 1,3 mil. Com 423,7 mil reais, a prefeita Marina Pandolfo poderá providenciar cerca de 706 dentaduras, se for considerado o menor custo: R$ 600.

De acordo com o site da Receita Federal, o estabelecimento, que também atende pelo nome fantasia A S B Consultório Odontológico, está ativo desde 2017, realizando principalmente serviços odontológicos, além de 31 atividades secundárias, que variam entre obras de alvenaria, comércio de ferragens, calçados, microfilmagem, entre outros.

O Portal Amazonas1 procurou a Prefeitura de Nhamundá, por meio dos endereços eletrônicos [email protected] e [email protected], a fim de explicar melhor sobre a possível contratação. Porém, não houve retorno aos questionamentos feitos.

Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap