Envira tem licitações para compra de medicamentos e móveis no alvo do MP - Amazonas1
19 de abril de 2021
Site auditado pelo
Manaus
24oC  29oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Envira tem licitações para compra de medicamentos e móveis no alvo do MP

Segundo o MP, as compras feitas pela prefeitura chegam a R$ 5,6 milhões e possuem indícios de fraude

Envira tem licitações para compra de medicamentos e móveis no alvo do MP
Foto: Divulgação Envira

O Ministério Público do Amazonas (MP-AM) abriu, no último dia 25 de fevereiro, um inquérito buscando esclarecimentos a respeito de duas licitações feitas pela Prefeitura de Envira voltadas para a aquisição de medicamentos. Segundo o MP, as compras feitas pela prefeitura chegam a R$ 5,6 milhões e possuem indícios de fraude.

Para a abertura do inquérito, o Ministério Público considera a Notícia Fato nº 182.2021.000002, a qual apura irregularidades nos pregões presenciais nº 12/2020 e 13/2020, respectivamente, realizados com a finalidade de abastecer a Secretaria de Saúde com medicamentos e móveis.

A licitação nº 12/2020 registra abertura de preços por menor valor para a aquisição de EPIs e insumos hospitalares destinados ao enfrentamento à covid- 19, para a Secretaria Municipal de Saúde de Envira. Esses materiais seriam distribuídos para as unidades de saúde, Vigilância Sanitária e demais setores envolvidos no combate à pandemia, com valor global  de R$ 2.411.590,00.

Já o pregão nº 13/2020 tem como objeto a “aquisição permanente de equipamentos hospitalares e móveis, para estruturação das unidas básicas de saúde do Município de Envira”, o valor global da aquisição é de 3.064.418,00.

Leia mais: Interior do AM sofre sem leitos de UTI; o que governadores fizeram em 20 anos?

Conforme documento divulgado pelo MP, a justificativa para esse pregão é a de que “a Secretaria Municipal de Saúde busca a constante expansão e adequação dos serviços de saúde, a fim de disponibilizar à população um atendimento de qualidade e de acordo com as diretrizes do Sistema Único de Saúde (SUS,) na área urbana e rural do município”, declara em documento.

Para o MP, os pregões não apresentam justificativas cabíveis para as aquisições nesses valores e, por terem sido realizados de maneira presencial, ignorando decretos governamentais a respeito de isolamento social, não respeitaram o princípio básico para realização de licitações no período de pandemia.

“Os editais dos pregões nº 12 e 13/2020 trazem a necessidade de apresentação de recurso administrativo presencialmente, no protocolo geral da prefeitura, o que dificulta o acesso de eventuais interessados e reduz a competitividade do certame”, declara.

Ainda segundo a publicação no Diário Oficial do MP, a prefeitura do município tem 15 dias para esclarecer fatos a respeito dos processos de licitação, apresentando cópias de protocolos e justificativas do pregão.

 

Veja documento na íntegra 

Prefeitura de Envira

Portal Amazonas 1 entrou em contato com a comunicação da prefeitura de Envira, por meio do e-mail solicitamos nota sobre o assunto. No entanto, até o fechamento da matéria, não recebemos retorno sobre o assunto.

 

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

[email-subscribers-form id="1"]