US - R$ 3,71

×

Escola de Saúde Pública da Prefeitura já atendeu mais de 6 mil alunos e bolsistas

Arthur ressaltou que o projeto da escola nasceu em 2017 e, desde então, técnicos da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa)

(Foto: Gabriel Ricardo)

Criada em 2018 e inspirada no programa federal Mais Médicos, a Escola de Saúde Pública da Prefeitura de Manaus (Esap) completou um ano nesta quinta-feira (11) e a data foi celebrada em solenidade presidida pelo prefeito Arthur Neto (PSDB).

Arthur ressaltou que o projeto da escola nasceu em 2017 e, desde então, técnicos da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) vinham aperfeiçoando a proposta, que primeiro foi aprovada pelo Conselho Municipal de Saúde e, posteriormente, pela Câmara Municipal de Manaus (CMM).

A Esap funciona como polo de especialização em saúde pública e residência médica e possui parcerias com instituições da área de saúde, a exemplo da Fiocruz.

Tendo como objetivo principal fortalecer a integração ensino-serviço-comunidade, a Escola de Saúde Pública da prefeitura tem hoje duas turmas em andamento no âmbito do Programa Mais Saúde Manaus (Promais), com 116 bolsistas, entre preceptores, tutores, coordenadores e alunos.

Conforme a diretora da Esap, Cássia Veras Lima, em menos de um ano de operação, a representatividade do programa na cobertura de Estratégia da Saúde da Família na capital amazonense já alcança 8,68%.

A gestora acrescentou que nesses 12 meses de atividades, já passaram pela Esap mais de 6 mil pessoas, entre estagiários e alunos de especialização em Saúde Pública. “Esse é um momento importante para a Secretaria Municipal de Saúde, que deixa um legado, além de ser um fortalecimento para o SUS”, disse Cássia.

A solenidade teve as presenças ainda do secretário municipal de Saúde, Marcelo Magaldi e dos vereadores Professora Jacqueline, Professor Samuel e Jaildo dos Rodoviários, que fizeram parte da mesa solene.

 

 

Faça um comentário