Seap impede primeira-dama de realizar visita a Alejandro Valeiko no CDPM1

Denúncias, sugestão de matérias e outros assuntos

29 de setembro de 2020
Site auditado pelo
Manaus
23oC  33oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Seap impede primeira-dama de realizar visita a Alejandro no CDPM1

Elizabeth Valeiko estava na companhia de uma advogada e escoltada por dois policiais militares

Seap impede primeira-dama de realizar visita a Alejandro no CDPM1

A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) informou, em nota, que a primeira-dama do município, Elizabeth Valeiko, foi impedida de entrar no Centro de Detenção Provisória Masculino 1 (CDPM 1), neste domingo, 8, e alegou que ela tentou “burlar” a segurança da unidade para visitar o seu filho, Alejandro Molina Valeiko, que está custodiado desde sábado, 7. 

A primeira-dama, segundo a Seap, estava na companhia de uma advogada e escoltada por dois policiais militares, que estavam em um Corolla branco.

“A Coordenação do Sistema Prisional (Cosipe) da Seap detectou a presença e proibiu a entrada no estabelecimento penitenciário, uma vez que a mesma não possui cadastro de visitante. Ela também levava um bolo e um salgado, os quais não puderam ser entregues ao filho pois a entrada de comida externa está proibida desde o mês de julho, em cumprimento à Portaria Interna n. 072/2019”, diz trecho da nota.

Veja também:

DEHS faz reconstituição da morte do engenheiro Flávio em Manaus

Juíza determina que Alejandro fique em cela isolada e com atendimento psicológico

A Seap esclareceu, ainda, que os visitantes do sistema prisional devem realizar o cadastro por meio do aplicativo Visita Legal ou pelo site www.visitalegal.am.gov.br, e também, que os familiares devem agendar atendimento na Central de Atendimento às Famílias, localizada na rua Gabriel Salgado, s/n, Centro, para apresentação dos documentos (original e cópia) e aguardar a liberação da unidade para realizar a visita no fim de semana.

Em relação aos policiais militares que faziam a escolta da primeira-dama, a Seap informou que comunicará o fato à corregedoria do sistema para apurar suas condutas. A Seap reiterou que não há privilégio no atendimento a visitantes do sistema prisional.

O Amazonas1 entrou em contato com a Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Manaus e aguarda posicionamento. 

 

 

 

(*) Com informações da assessoria

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading