MENU
Logo Amazonas Um

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

Mercado de carbono: governadores pedem a Lira aprovação da PL de Marcelo Ramos

De autoria do deputado Marcelo Ramos (PL), o texto estabelece regras para certificação e comércio dos créditos, hoje negociados de forma voluntária no Brasil
Dar redação – AM1*
• Publicado em 14 de outubro de 2021 – 10:43
Foto:: divulgação / Marcelo Ramos
Foto: Divulgação

Brasília, DF – Dezoito governadores que integram a coalização “Governadores pelo Clima” subscreveram carta ao presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), solicitando a análise com urgência do PL 528/21, de autoria do deputado federal Marcelo Ramos (PL-AM), antes da COP-26, a Conferência do Clima da ONU, que ocorre em novembro na Escócia.

Assinaram a Carta de Manaus os governadores Wilson Lima (AM); João Dória (SP); Carlos Casagrande (ES); Eduardo Leite (RS); Carlos Massa Júnior (PR); Reinaldo Azambuja (MS); Camilo Santana (CE); Mauro Mendes (MT); João Azevedo, Cláudio Castro (RJ); Waldez Góes (AP); Ronaldo Caiado (GO); Romeu Zema (MG); Paulo Câmara (PE); Helder Barbalho, Belivaldo Chagas, Wellington Dias (PI) e Flavio Dino (MA).

Autor do PL que integra a pauta verde do Congresso Nacional, o vice-presidente da Câmara, Marcelo Ramos (PL-AM), construiu um texto em comum acordo com diversos setores, que estabelece regras para a certificação e o comércio dos créditos, hoje negociados apenas de forma voluntária no Brasil, o que dará segurança jurídica a países e empresas que precisam compensar suas emissões.

Leia mais: Governadores querem que Congresso aprove PL sobre mercado de carbono

“O Brasil e a Amazônia possuem o maior ativo ambiental do mundo – a floresta em pé, mas pouco se beneficia por não termos regras para o mercado de carbono, que somente em 2019 movimentou R$ 45 bilhões. E, para garantir que as populações tradicionais sejam beneficiadas, incluímos um mecanismo que direciona parte dos recursos para a redução da pobreza na região” revelou Ramos.

Outro grupo que pleiteia metas climáticas mais ousadas por parte do Brasil na COP é a “Coalização Brasil Clima, Florestas e Agricultura,” formada por 300 empresas, entidades do agronegócio, organizações da sociedade civil, do setor financeiro e da academia. O grupo também divulgou carta à comunidade internacional ao governo brasileiro, nesta quarta-feira (13), em que recomenda a regulamentação do mercado de carbono no Brasil.

Carta de Manaus

A participação de governadores dos Estados da Amazônia Legal em evento promovido pela FAS– Fundação Amazônia Sustentável, selou a elaboração da Carta de Manaus, em favor do projeto de Marcelo Ramos. Segundo ele, com os serviços ambientais prestados pelas nossas florestas monetizados, o Brasil confronta a tese de que somente a floresta derrubada pode gerar riquezas.

(*) Com informações da assessoria

Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap