Manaus, 17 de abril de 2024
×
Manaus, 17 de abril de 2024

Economia

Ministério suspende feiras de aves para evitar gripe aviária no país

A portaria também suspende, em todo o território nacional, a criação de aves ao ar livre, para prevenir a gripe aviária

Ministério suspende feiras de aves para evitar gripe aviária no país

(Foto: Agência Brasil)

Brasília (DF) – O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) publicou nesta quinta-feira (30) uma portaria que suspende, em todo o país, a realização de exposições, torneios, feiras e demais eventos com aglomeração de aves.

A medida, de caráter preventivo, tem validade inicial de 90 dias, sendo tomada em função do risco de ingresso e de disseminação de casos de gripe aviária.

A portaria também suspende, em todo o território nacional, a criação de aves ao ar livre, com acesso a piquetes sem telas na parte superior, em estabelecimentos registrados.

A suspensão se aplica “a quaisquer espécies de aves de produção, ornamentais, passeriformes, aves silvestres ou exóticas em cativeiro e demais aves criadas para outras finalidades”, diz a portaria.

Vigilância

Em janeiro, nota técnica do Mapa alertou para a necessidade de adoção de medidas preventivas contra a gripe aviária em razão do aumento da notificação de casos de ocorrências de focos de influenza aviária (IA) em diversos países do mundo.

Na ocasião, o ministério determinou o aumento das atividades de vigilância sanitária nos estabelecimentos avícolas por parte dos órgãos Estaduais de Defesa Sanitária Animal. Além disso, também foi solicitada a realização de vigilância epidemiológica para a gripe aviária em todos os sítios de aves migratórias reconhecidos pelo Departamento de Saúde Animal (DSA).

A nota chamou atenção para a intensificação das atividades de vigilância sanitária e atenção às ações de fiscalização em todos os portos, aeroportos internacionais, postos de fronteira e aduanas especiais e a proibição da entrada de aves oriundas de países onde está presente a doença.

O ministério determinou ainda maior rigor dos requisitos para a importação de material genético de aves, para diminuir o risco de entrada da gripe aviária no país.

“A influenza aviária é uma doença exótica no Brasil, nunca detectada nos plantéis avícolas nacionais, portanto, é fundamental que todos envolvidos na criação de aves mantenham um estado permanente de atenção e vigilância, para que os casos suspeitos possam ser imediatamente investigados pelo Serviço Veterinário Oficial.”

(*) Com informações da Agência Brasil

LEIA MAIS: