Manaus, 17 de abril de 2024
×
Manaus, 17 de abril de 2024

Cidades

Motoboys fazem buzinaço contra declarações polêmicas de servidora da Semsa

Mulher usou as redes sociais para atacar a classe de motoboys de delivery em Manaus e revoltou trabalhadores.

Motoboys fazem buzinaço contra declarações polêmicas de servidora da Semsa

Motoqueiros a caminho da Semsa (Foto: Divulgação)

Manaus (AM) – Após a fala discriminatória de uma servidora pública da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) contra os motoqueiros, a classe dos motoboys realizou uma manifestação, nesta terça-feira (27), em um posto na Av. Mario Ypiranga e seguiu até as sedes da Semsa e Prefeitura de Manaus.

Um motoboy*, que pediu para não ser identificado pela reportagem, se apresentou como um dos organizadores da manifestação e articulou um pedido de respeito para a classe.

“Esperamos respeito, pois somos uma classe trabalhadora, somos a classe que movimentou na época da pandemia, nós demos a vida para estar fazendo a entrega, não podemos ser humilhados e maltratados”, disse o homem.

Além da ação de protesto, o organizador espera alguma retratação por parte da mulher, caso contrário, ações judiciais devem ser tomadas.

“Pretendemos entrar com um processo caso ela não venha se pronunciar e responder o que a gente pergunta pra ela, querendo saber o porquê que ela dizer que merecemos morrer”, frisou o motoboy.

Em um vídeo postado em suas redes sociais, a mulher disse que “motoqueiros não têm emprego para bater ponto, a única meta que vocês batem é de acidentes fazendo merda por aí na rua”. Além de chamá-los de “pobre, feio, ridículo, e anda de biz por aí”.

A manifestação dos motoqueiros iniciou às 14h30 e, após irem à Semsa, seguiram para a sede do Executivo, a Prefeitura de Manaus.

A mulher desativou suas redes sociais e ainda não se manifestou sobre suas falas.

Em nota, a Prefeitura de Manaus repudiou as falas da servidora e quaisquer formas de discriminação e preconceito contra pessoas e categorias, além de reafirmar seu respeito aos motoboys e mototaxistas.

A prefeitura destacou também que a manifestação da servidora se deu em um contexto rigorosamente pessoal, sem nenhuma relação com o exercício da função pública.

(*) Matéria atualizada às 14h26 do dia 19 de fevereiro de 2024 para retirada do nome do motoboy organizador do evento, que justificou ao Portal AM1 temer pela sua segurança com a divulgação de seu nome.

LEIA MAIS: