MP suspende festival que utilizaria recurso público de quase R$ 1 milhão no AM

O evento aconteceria no município de São Gabriel da Cachoeira, com a presença dos artistas Barões da Pisadinha, Zé Vaqueiro, entre outros.
CRISTINA CARVALHO – PORTAL AM1
Publicado em 04/08/2022 16:30
Foto: reprodução

O Ministério Público do Amazonas suspendeu o 24° Festival Cultural das Tribos Indígenas do Alto Rio Negro (Festribal 2022). O evento sucederia do dia’ 30 de agosto a 03 de setembro, no município de São Gabriel da Cachoeira (distante a 850km de Manaus). A cidade é comandada pelo prefeito Clovis Moreira Saldanha (PT) – mais conhecido como Curubão. A festividade contaria com a presença dos artistas Barões da Pisadinha, Zé Vaqueiro, Naiara Azevedo, Amado Batista e Anderson Freire.

De acordo com documento expedido pelo Fórum Desembargador Artur Gabriel Gonçalves da região, o festival foi cancelado porque o evento não acrescentará em nada ao munícipio, pois alega que a cidade demonstra vulnerabilidade social, insuficiência de serviços públicos e desproporcionalidade da manutenção da festividade.

Leia mais: Idoso é espancado em show de Fábio Jr. e morre no hospital

O registro faz menção aos principais problemas da cidade, e que o gasto estimado em aproximadamente R$ 1 milhão poderia ser utilizado para melhorar a vida dos moradores.

Como por exemplo: o sistema de saúde municipal está em constante crise; a cidade não possui equipamentos para exames diagnósticos como raio-X; não possui plano de saneamento; não há serviço de distribuição de água potável; não dispõe de casa de acolhimento para mulheres, crianças e idosos em situação de violência; entre outros.

Leia mais: Denúncia: ‘Curubão’ não paga Fundeb a servidores no interior do Amazonas

Somente os cachês dos artistas chegariam a um total de 690 mil reais, sendo possivelmente R$ 300 mil dos Barões Pisadinha e R$ 100 mil do Zé Vaqueiro, de acordo com a média nacional que eles costumam cobrar. O documento cita ainda que não serão apenas esses gastos.

“São 5 (cinco) noites de festa – estrutura necessária para a chegada e hospedagem dos artistas, preparar o local do evento, entre montagem de palco, sonorização, iluminação, entre outros, com isso, o valor chegará bem próximo a um milhão de reais, quantia estratosférica para um município em que mais da metade da população aufere renda mensal de até 1/2 (meio) salário mínimo”.

O Portal AM1 entrou em contato com a assessoria da Prefeitura de São Gabriel da Cachoeira e ainda não obteve resposta; espaço continua aberto.

Compartilhar:
Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter.

+ NOTÍCIAS