TikTok move processo para reverter banimento do app nos EUA - Amazonas1
31 de outubro de 2020
Site auditado pelo
Manaus
23oC  29oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

TikTok move processo para reverter banimento do app nos EUA

Donal Trump emitiu uma ordem executiva em agosto proibindo transações nos EUA com os donos chineses dos aplicativos de mensagem

TikTok move processo para reverter banimento do app nos EUA
Foto: Bloomberg/Bloomberg

O popular aplicativo de compartilhamento de vídeo TikTok pediu a um juiz dos Estados Unidos que impeça o governo Trump de proibir a rede de mídia social chinesa, segundo documentos judiciais protocolados em Washington.

Leia mais: Donald Trump irá proibir TikTok nos Estados Unidos

A TikTok e a sua empresa controladora, ByteDance, entraram com uma queixa em um tribunal federal de Washington contestando as recentes medidas proibitivas do governo Trump.

O Departamento de Comércio dos EUA anunciou sexta-feira (18) a proibição para pessoas no país baixarem os aplicativos de mensagens WeChat e TikTok a partir deste domingo (20).

A proibição é introduzida por razões políticas, alegaram TikTok e ByteDance na reclamação. O TikTok também disse que a proibição viola os direitos da empresa.

Leia mais: Felipe Neto e Kevinho saem em defesa de ‘Mario do TikTok’ após constrangimento no Pânico

O presidente dos EUA, Donald Trump, que está envolvido numa disputa comercial de longa data com a China, emitiu uma ordem executiva em 6 de agosto proibindo transações nos EUA com os donos chineses dos aplicativos de mensagens WeChat e TikTok.

A ByteDance e a TikTok estão buscando um julgamento “declaratório” e uma ordem “invalidando e proibindo preliminarmente e permanentemente as proibições e a ordem de 6 de agosto”, de acordo com a reclamação.

A TikTok, que tem mais de 100 milhões de usuários nos Estados Unidos, disse que a proibição “destruiria irreversivelmente os negócios da TikTok nos EUA”.

(*) Com informações da Agência Brasil

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading