Manaus, 13 de junho de 2024
×
Manaus, 13 de junho de 2024

Esportes

Polícia espanhola prende sete suspeitos de injúria racial contra Vinicius Jr.

Três suspeitos teriam proferido insultos contra o jogador em partida no domingo.

Polícia espanhola prende sete suspeitos de injúria racial contra Vinicius Jr.

Um dos detidos já tinha passagem na polícia por crime de lesão corporal (Foto: Reprodução)

São Paulo (SP) – Em meio à onda de indignação com os insultos racistas proferidos contra o jogador Vinicius Jr., em um jogo na Espanha no último domingo (21), a polícia espanhola deteve, nesta terça-feira (23), um total de sete pessoas suspeitas de crimes de injúria racial e ódio contra o brasileiro.

No início da manhã, a Polícia Nacional da Espanha anunciou a detenção de quatro pessoas suspeitas de pendurar um boneco que representava o atacante Vinícius Jr. enforcado sob uma ponte de Madri, em janeiro deste ano.

Poucas horas depois, policiais prenderam três torcedores do Valencia identificados pelo clube como os autores dos insultos feitos ao brasileiro durante o jogo do clube valenciano contra o Real Madrid, no domingo.

Desde janeiro, em investigação por injuria racial, a polícia buscava os responsáveis por pendurar um boneco preto enforcado e vestindo uma camisa do Real Madrid com o número 20, a que Vinicius Jr. veste. O boneco foi pendurado em uma ponte em frente ao campo de treinamento do Real Madrid.

Uma faixa estava grudada ao boneco, com a seguinte inscrição: “Madrid odeia o Real”.

Segundo a polícia, três dos detidos são integrantes da Frente Atlética, organizada do Atlético de Madrid. Todos os detidos são espanhóis e têm 19, 21, 23 e 24 anos.

A prisão dos suspeitos pelo crime ocorreu por volta 07h desta terça. Um dos detidos já tinha passagem na polícia por crime de lesão corporal.

(*) Com informações do g1

LEIA MAIS: