MENU
Logo Amazonas Um

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

Professores vão à CMM pedir emendas para garantir reajuste salarial em 2022

Sindicato busca na LOA garantir o reajuste da inflação na ordem de 11,46% e o real de 1,54% no próximo ano para a categoria
Hellen Miranda – Portal Amazonas 1
• Publicado em 24 de novembro de 2021 – 13:23
Foto: Antônio Mendes

Manaus, AM – Membros do Sindicato dos Professores e Pedagogos de Manaus (Asprom-Sindical) estiveram na Câmara Municipal de Manaus (CMM), na manhã desta quarta-feira (24), para pedir aprovação de emendas parlamentares à Lei Orçamentária Anual (LOA) 2022, que garantam verbas ao reajuste salarial da categoria em 2022.

Segundo estudo feito pela entidade, a inflação para o período de maio de 2021 a abril deste ano está projetada em 11,54% e uma reposição real seria de 1,54%.

“O sindicato está apresentando essas estimativas de percentual, já que queremos uma política de valorização para a data-base de 2022. Não queremos que, no ano que vem, o prefeito David Almeida e o secretário Pauderney Avelino, venham nos dizer que não terão dinheiro no orçamento para fazer o pagamento de nosso reajuste salarial”, explicou a presidente da entidade, professora Helma Sampaio.

A representante alega que as duas datas-bases congeladas (2019-2020; 2020 -2021) da categoria estão sendo revisadas pelo prefeito David Almeida (Avante), mas apenas com a reposição inflacionária.

“Com isso, vamos ter, por exemplo, a data-base de 2020-2021 (os retroativos), mas a data-base referente ao de 2019-2020, nós não temos os retroativos do reajuste da inflação. Estamos buscando, na LOA, garantir o reajuste da inflação (11,46%) e o real (1,54%) no ano que vem”, reafirmou.

Leia também: Asprom diz que Pauderney e David querem ‘maquiar’ rendimento escolar

Durante o ato, a entidade entregou ao vereador de oposição, Rodrigo Guedes (PSC), um documento solicitando apoio em relação às proposituras de emendas ao orçamento municipal para garantir a reivindicação dos profissionais da educação.

Além dele, o sindicato pretendia protocolar o pedido na Comissão de Constituição de Justiça, Comissão de Assuntos Econômicos e a Comissão de Educação na CMM.

“Vamos tentar diálogo com essas comissões para que possam reforçar essas emendas que favoreçam os profissionais da Educação em 2022. Estamos com expectativa positiva em relação às nossas reivindicações para a LOA, que elas sejam atendidas”, disse Helma Sampaio.

De acordo com o projeto que tramita CMM, o orçamento da Prefeitura de Manaus para o exercício de 2022 cresceu 28% em comparação com o aprovado para este ano. As despesas e receitas do município estão fixadas em R$ 7,1 bilhões e estão previstos gastos de R$ 1,8 bilhão pela Secretaria Municipal de Manaus (Semed).

Para a Lei Orçamentária de 2022, serão reservados R$ 40 milhões para as emendas parlamentares, o que corresponde a 0,8% do orçamento da prefeitura. O valor pode ser direcionado para obras na cidade, para secretarias e até mesmo para organizações não governamentais.

Essa será a primeira LOA da gestão de David Almeida (Avante). O prazo para apresentação de emendas parlamentares segue até dezembro.

Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap