MENU
Logo Amazonas Um

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

Projeto ‘bomba’ de David Almeida para reajustar conta de energia é desarmado na CMM

O alerta do gatilho foi feito por Rodrigo Guedes e rebatido por Marcelo Serafim, que teve que voltar atrás e suspender a tramitação na CMM
Edilânea Souza – Portal AM1*
• Publicado em 06 de outubro de 2021 – 16:35
Projeto 'bomba' para reajustar conta de energia é desarmado na CMM
Foto: Robervaldo Rocha / CMM

MANAUS, AM – Um projeto encaminhado pelo Executivo Municipal, representado pelo prefeito David Almeida (Avante), à Câmara de Manaus (CMM) poderia ser uma “bomba engatilhada” aos consumidores de energia em Manaus. A informação foi dada pelo vereador Rodrigo Guedes (PSC) durante aprovação do pedido de urgência para tramitação da proposta na Casa Legislativa.

O suposto “gatilho” poderá ficar armado e ser disparado nos próximos reajustes da conta de energia, por meio do Custo do Serviço de Iluminação Pública (COSIP). O parlamentar queria a discussão em regime normal, mas foi voto vencido, na primeira etapa da votação.

“Esse Projeto de Lei traz para a população de Manaus, um gatilho muito ruim, pois a COSIP, que é atualizada anualmente, vai ser atualizada a partir do reajuste da conta de energia elétrica. Nos últimos anos, nós tivemos um reajuste de mais de 50%, e, seguindo essa lógica, a COSIP também vai subir 50%. Vai encarecer muito mais o custo de vida da população”. disse Guedes.

Em defesa do projeto, o vereador e líder do prefeito na Casa, Marcelo Serafim (PSB) pediu para que Guedes leia o projeto e se aprofunde mais no assunto. Serafim disse que a medida não está emendada ao reajuste da conta de energia.

“Não vai estar atrelada ao valor, a Cosipe está atrelada à faixa de consumo. Leia o projeto, por favor. Está atrelada só à faixa de consumo e não ao valor da conta de energia”, disse Marcelo.

Leia mais: Fora do Parlamento, Chico Preto se ‘vira nos 30’ na busca do eleitorado para 2022

Nas redes sociais, Rodrigo Guedes voltou a enfatizar o que já havia alertado em plenário. “Votei contra o pedido de urgência do projeto de lei do prefeito David Almeida, que traz uma bomba para a população de Manaus e vai aumentar a sua conta de energia. O projeto traz um gatilho de reajuste da taxa de iluminação pública COSIP, de acordo com o reajuste da energia elétrica”, disse o parlamentar.

Segunda discussão

Em discussão ao PL, que já havia sido aprovado para tramitar em urgência, durante sessão extraordinária, o vereador Caio André disse que o aumento exponencial na conta de luz poderá ser prejudicial aos contribuintes manauaras.

“Não tem como nós concordarmos com esse índice de reajuste que vai acontecer na próxima conta a partir da aprovação desse projeto. Então, eu também voto contrário a esse projeto”, disse Caio.

William Alemão também se mostrou contrário à proposta e só concordou com um artigo do projeto, que beneficia quem já tem a inscrição social. Já Carpê Andrade (Republicanos) disse que um novo tipo de reajuste é inadmissível. “Penso eu que a população não pode carregar esse fardo de ter que, de repente, sofrer com mais um reajuste da energia”, disse.

Os vereadores Raiff Matos (DC) e Kennedy Marques se manifestaram contrários. Sassá ficou indeciso e optou em aguardar a fala do líder do prefeito David Almeida (Avante), Marcelo Serafim.

Marcelo Serafim voltou atrás, pediu para que a proposta fosse retirada de tramitação e que, em outro momento, seja discutida novamente. Desta vez, contudo, sem atrelar o reajuste da COSIP a Unidades Fiscais do Município (UFMs).

Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter.

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap