MENU
Logo Amazonas Um

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

Queiroga afirma que está com a ‘consciência tranquila’ para depor na CPI

Este é o terceiro depoimento do ministro da Saúde desde que iniciaram as investigações no Senado Federal
Da Redação – Portal AM1*
• Publicado em 11 de outubro de 2021 – 17:00
Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

BRASÍLIA, DF – Reconvocado pela CPI da Covid, o ministro da Saúde Marcelo Queiroga afirmou que está tranquilo para depor à Comissão. Este é o terceiro depoimento do ministro desde que iniciaram as investigações no Senado Federal. A nossa sessão com Queiroga está marcada para a próxima segunda-feira (18), e deve ser a última da CPI, que se encerra no dia 20 deste mês.

Ele foi chamado novamente após compartilhar conteúdos que questionavam a eficácia das vacinas, enquanto cumpria quarentena nos Estados Unidos após ser infectado com a covid-19. Outra situação para o novo depoimento de Queiroga, foi a retirada de pauta de votação da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias (Conitec), e de um relatório contra o tratamento precoce com a cloroquina.

Neste depoimento, os senadores questionarão o motivo da retirada do trecho contra o tratamento precoce, uma vez que o medicamento não tem eficácia para combater o vírus da covid-19.

Leia mais: Mãe de Paulo Gustavo não aceita convite para encerramento da CPI e critica Renan Calheiros

Omar Aziz confirma reconvocação de Queiroga

O presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid, senador Omar Aziz (PSD-AM), reiterou a reconvocação do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga à CPI. Em entrevista ao canal do Youtube de Marco Antonio Villa, nesse sábado (9), Aziz disse que Queiroga tem três pontos para esclarecer aos senadores.

“O porquê houve a orientação para suspender a vacinação de adolescentes de 12 a 17 anos; como será a vacinação no próximo ano; e sobre o parecer da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS (Conitec), a respeito de medicamentos sem comprovação científica, não ter saído até hoje”, elencou o senador.

“Não dá para entender que depois de cinco meses que ele (Queiroga) esteve na CPI e depois de um ano de discussão, a Conitec não traga um relatório final porque o presidente da República não quer”, afirmou. Aziz também garantiu que mesmo com a nova convocação do ministro da Saúde, o calendário da CPI não foi alterado e a votação do relatório deve ocorrer em 20 de outubro.

(*) Com informações do Correio Braziliense

Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap