MENU
Logo Amazonas Um

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

‘Quem contraiu covid tem mais anticorpos do que vacinados’, garante Bolsonaro

O presidente ainda questionou a pressa pela vacina da covid-19 e defendeu o tratamento precoce
Da Redação – Portal AM1*
• Publicado em 01 de outubro de 2021 – 09:41
Foto: Reprodução

BRASÍLIA, DF – Em tradicional live nesta quinta-feira (30), o presidente Jair Bolsonaro voltou a questionar a eficácia das vacinas contra a covid-19. Ele ainda ressaltou que pessoas que já contraíram o vírus possuem mais anticorpos do que aquelas pessoas que foram vacinadas contra a doença.

Para sustentar a fala, Bolsonaro citou uma matéria do jornal espanhol El País, a qual revela que infectados pela covid-19 podem gerar anticorpos pelo resto da vida. O presidente ainda afirmou, sem citar fontes, que para pessoas que já tiveram a doença, “não é recomendado” tomar a vacina.

Leia mais: Bolsonaro pede a Deus uma chuva para evitar crise hídrica no Brasil

Bolsonaro ainda questionou a pressa por vacinas, uma vez que as pessoas já estariam imunes após terem contraído a covid-19, e que essa “pressa” tem objetivo comercial. “Quem já contraiu o vírus tem mais anticorpos do que qualquer pessoa que já tenha tomado qualquer vacina. Por que essa pressão por vacina? Será por interesse comercial?”

O presidente ainda destacou que as empresas não deveriam cobrar pela dose de reforço da covid-19 e disse que isso é um direito do consumidor. “Ora, pessoal, não é o suficiente uma ou duas doses? As empresas não diziam que era assim? Pois, se tem a terceira dose, tem que ser de graça. Não é direito do consumidor?”, questionou.

Durante a live, Bolsonaro ainda citou casos de artistas que receberam a vacina da covid-19, e mesmo assim morreram em decorrência do vírus. Ainda na transmissão, ele defendeu o tratamento precoce, o qual não possui eficácia contra a doença.

(*) Com informações do Correio Braziliense

Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter.

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap