MENU
Logo Amazonas Um

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

Ricardo Barros reclama de ‘linchamento moral’ na CPI da Covid

O deputado afirmou em depoimento à CPI da Covid que houve um mal entendido em relação ao acordo assinado para a compra da Covaxin
Da Redação – Portal AM1*
• Publicado em 12 de agosto de 2021 – 13:36
Foto: Pedro França/Agência Senado

BRASÍLIA, DF – O deputado Ricardo Barros presta depoimento nesta quinta-feira (12) à CPI da Covid. O líder do governo Jair Bolsonaro na Câmara dos Deputados afirmou que a Comissão causou danos de imagem a ele. Isso porque a CPI investiga supostas irregularidades na contratação da Covaxin.

Ricardo Barros foi convocado para esclarecer os possíveis envolvimentos ilícitos praticados na aquisição da vacina indiana pelo governo federal. O acordo foi firmado com a Precisa Medicamentos, intermediária do laboratório Bharat Biotech, assinado em fevereiro no valor de R$ 1,6 bilhão.

Leia mais: Flordelis entra com pedido de habeas corpus para não ser presa

“Muitos aqui já foram vítimas de linchamento moral. Diante deste fato, do fato de todos os convocados por vocês terem negado qualquer ligação comigo. Espero que esse mal-entendido que eu teria participado dessa intermediação com a Covaxin fique esclarecido de uma vez por todas”, disse o deputado.

Ele ainda afirmou que a suspeita da Comissão em relação a compra da Covaxin é um mal entendido. Durante o depoimento, ele ainda agradeceu pela oportunidade de prestar esclarecimento à CPI.

“Quero agradecer senhores senadores que marcaram minha possibilidade de esclarecer os fatos aqui na CPI. Fui citado mais que uma centena de vezes, senadores perguntaram para todos os que vieram depor aqui se tinham relação comigo e negaram. O presidente Bolsonaro nunca afirmou que eu estava envolvido no caso Covaxin”, declarou.

(*) Com informações do Uol

Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter.

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap