MENU
Logo Amazonas Um

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

Senadores se xingam de vagabundo, picareta e ladrão na CPI da Covid

O bate-boca entre os senadores foi intenso e precisou que os demais parlamentares interferissem para barrar a confusão
Edilânea Souza – Portal AM1*
• Publicado em 23 de setembro de 2021 – 14:01
Senadores se xingam de vagabundo, picareta e ladrão na CPI da Covid
Foto: Reprodução / Senado Federal

BRASÍLIA, DF – O clima ficou tenso entre os senadores Renan Calheiros (MDB-AL) e Jorginho Mello durante reunião da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid, no Senado Federal, que ouvia o empresário Danilo Trento, da empresa Primarcial Participações.

“Por essas coisas é que aumentou a percepção de que o governo é corrupto, porque as pessoas vem aqui, uma negociação aberta conhecida em detalhes, eles se recusam a explicar, sem transparência nenhuma. Foi essa gente que foi escolhida pelo presidente da República para comprar vacina, quando recusava comprar a Pfizer. É por isso que ele preferiu esse tipo de negociação!”, disse o relator da CPI, Calheiros, na ocasião.

A fala de Calheiros irritou o senador Jorginho Mello, que revidou: “Não foi o presidente que escolheu, foi [sic] os picaretas que tentaram vender!”, disse. Por sua vez, Calheiros disse que Jorginho não poderia tê-lo interrompido, chamando atenção do presidente da CPI, Omar Aziz: “Não grite, eu não dei a palavra ao senador Jorginho, ele não pode me interromper, não grite! Presidente, ele não pode me interromper, não permito que o senhor me interrompa!”, falava incisivamente Renan.

O bate-boca ficou mais intenso e Jorginho disse que Renan não poderia falar do presidente Bolsonaro por não ter envergadura. Após a discussão, Jorginho mandou Renan Calheiros para o “quinto…[dos infernos]” e ele respondeu: “vá você e seu presidente!’

O clima ficou mais quente e os xingamentos só aumentaram: Jorginho disse que Renan era ”ladrão e picareta” e Renan chamou Mello de ”vagabundo”. Na calor do momento, o senador Omar ficou apenas assistindo à situação, que precisou ser interrompida pelos demais parlamentares que estavam na sessão para que Jorginho e Renan não fosse para as vias de fato dentro da reunião da Comissão.

Leia mais: CPI da Covid investiga quem autorizou entrada dos argentinos em campo

Após o episódio, Omar Aziz (PSD-AM) pediu “cautela” no que fala durante as sessões – pedido foi dirigido a Jorginho Mello (PL-SC) e ao relator, senador Renan Calheiros (MDB-AL), que trocaram insultos entre si. Omar Aziz chegou a sugerir que os dois pedissem desculpas um ao outro.

Assista ao vídeo do bate-boca dos senadores:

Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap