Sérgio Cabral é condenado a mais 10 anos de prisão por crimes da Lava Jato - Amazonas1
21 de abril de 2021
Site auditado pelo
Manaus
24oC  29oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Sérgio Cabral é condenado a mais 10 anos de prisão por crimes da Lava Jato

Cabral e outros réus foram condenados por corrupção, em recebimento de propina, na ordem de 1%, conhecida como 'taxa de oxigênio'

Sérgio Cabral é condenado a mais 10 anos de prisão por crimes da Lava Jato
Foto: Valter Campanato Arquivo/Agência Brasil

O ex-governador Sérgio Cabral foi condenado a mais 10 anos de prisão, pelo juiz Marcelo Bretas, titular da 7ª Vara Federal Criminal. A sentença foi conhecida nesta quinta-feira (4) e eleva o total de penas de Cabral a 342 anos de reclusão.

Cabral e outros réus foram condenados por corrupção, em recebimento de propina, na ordem de 1%, conhecida como ‘taxa de oxigênio’, sobre contratos firmados entre empresas fornecedoras e empreiteiras e o governo do estado. A condenação foi decorrente das operações Calicute e Saqueador, desdobramentos da Lava Jato no estado.

No mesmo processo, foram condenados o ex-secretário de Obras Hudson Braga, a 12 anos e 11 meses de prisão, o assessor e operador financeiro Wagner Jordão, a 8 anos e 4 meses, e os empresários Alex Sardinha, a 16 anos e 10 meses, e Geraldo André, a 16 anos e 10 meses.

Leia mais Justiça Federal condena Sergio Cabral a 45 anos de prisão por corrupção

O advogado Márcio Delambert, que defende Cabral, informou que vai recorrer da decisão: ‘O juiz reduziu a pena reconhecendo a condição do ex-governador de colaborador da Justiça. A defesa vai recorrer para obter o perdão judicial a que ele tem direito’.

Os advogados dos demais réus não foram localizados.

(*) Com informações da Agência Brasil

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

[email-subscribers-form id="1"]