STJ exige que prefeito de Urucurituba explique show de Bruno e Marrone após proibição judicial

Conforme a promotoria, seriam pagos R$ 500 mil à dupla e R$ 200 mil ao conjunto.
Da Redação – Portal AM1
Publicado em 19/06/2022 08:59
Foto: Reprodução/ Facebook

O presidente do Superior Tribunal de Justiça, ministro Humberto Martins, solicitou ao presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM), informações nessa sexta-feira, (17), sobre a realização de shows no município de Urucurituba (AM) mesmo após proibição expressa do STJ.

Presidente do STJ, ministro Humberto Martins testa positivo para Covid-19
Humberto Martins – Foto: Gustavo Lima/STJ

De acordo com informações o ministro acionou o Ministério Público Federal (MPF) e o Ministério Público do Amazonas (MP-AM) para a apuração de eventual crime de responsabilidade por parte do prefeito da localidade, nos termos do artigo 1º do Decreto-Lei 201/1967.

Leia mais: Augusto Aras viaja ao Amazonas e promete agir contra ‘violações aos direitos indígenas’


Atendendo a pedido do MP-AM na quinta-feira, (16), Martins proibiu a prefeitura de Urucurituba de contratar e promover apresentações da dupla sertaneja Bruno e Marrone e do grupo de pagode Sorriso Maroto, previstos na programação da 17ª Festa do Cacau. Conforme a promotoria, seriam pagos R$ 500 mil à dupla e R$ 200 mil ao conjunto.

Leia mais: Vídeo: após embolsar R$ 500 mil, Marrone chama Urucurituba de ‘tucurituba’ e leva bronca de Bruno

Após notícias veiculadas na mídia regional e nacional sobre a apresentação de Bruno e Marrone na noite de quinta-feira, (16), o presidente do STJ decidiu pedir esclarecimentos sobre o cumprimento de sua decisão. “Registro que, caso os eventos suspensos pela decisão judicial tenham sido custeados com recursos privados, caberia ao requerido comprovar nos autos e solicitar a liberação dos shows ao presidente do STJ”, explicou o ministro.

O prefeito da cidade,  José Claudenor de Castro Pontes (PT), conhecido como Sabugo, disse que o show foi realizado após empresários se juntarem em cima da hora e pagarem meio milhão para a dupla, que por sua vez fez o show e não se manifestou sobre o caso, deixando o Amazonas imediatamente. 

Justiça barra aumento de salário de prefeito e vereadores de Urucurituba
Prefeito Sabugo – Foto: Reprodução
Compartilhar:
Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter.

+ NOTÍCIAS