Temer volta a comentar sobre concorrer à Presidência: ‘se Brasil pedir, quem sabe?’

Ex-presidente, no entanto, diz que não tem pretensão de ocupar o Palácio do Planalto novamente
Publicado em 07/12/2021 11:33
Temer: 'próximo presidente precisa pacificar e reconstruir o país'
Foto: Agência Brasil

BUENOS AIRES – O ex-presidente Michel Temer (MDB) descartou a possibilidade de se lançar como candidato a Presidente da República. Ele participou de 5ª Seminário Internacional de Líderes 2021 nesta terça-feira (7). 

“Eu confesso que eu não tenho nenhuma pretensão a isso. Se um dia, vários setores da sociedade, uma parte do Brasil diz: ‘tem que ser você’, ‘você é a solução’. Quem sabe?”, disse. 

Sobre as eleições de 2022, o ex-presidente disse que o viés ideológico dos candidatos “pouco importa”. Segundo ele, o povo brasileiro quer ver resultado, independente do lado político. 

Leia mais: ‘Se o Brasil disser que sou a solução’, Temer diz que também será candidato em 2022

“Se você analisar os vários governos tidos como direita ou de esquerda, todos eles procuraram naturalmente o bem comum. Eu acho que na próxima eleição, eleja-se quem for, o que o povo espera é melhoria da economia e emprego”, afirmou.

Temer também defendeu a pacificação entre os Três Poderes. Em setembro, o ex-presidente intermediou o diálogo de Jair Bolsonaro (PL) com o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Alexandre de Moraes. Temer também ajudou Bolsonaro a escrever a “carta à nação”, na qual afirma que nunca teve “nenhuma intenção de agredir quaisquer dos Poderes”. 

(*) Com informações do Poder360

Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter

Compartilhar:
Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter.