MENU
Logo Amazonas Um

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

Tentando limpar a imagem, Allan Campêlo diz que alguns vereadores jogam o povo contra a CMM

O parlamentar não citou nomes, mas possivelmente estaria se referindo a Amom Mandel e Rodrigo Guedes, únicos que agiram contra o ‘puxadinho’ e as picapes
Juliana Siqueira – Portal AM1
• Publicado em 20 de setembro de 2021 – 11:09
Sem citar nomes, Allan afirma que vereadores estão jogando a população contra a CMM
Foto: Reprodução/Youtube

Manaus, AM – O vereador Allan Campêlo (PSC) tentou se defender das críticas que a Câmara Municipal de Manaus (CMM) e os demais parlamentares vêm recebendo nos últimos dias, em razão de alguns gastos exorbitantes que o órgão pretendia realizar, sendo eles a construção do chamado ‘puxadinho’ por R$ 31,9 milhões e o aluguel de picapes de R$ 9 mil para cada vereador. Segundo o parlamentar, sem citar nomes, alguns colegas estão jogando a população contra a CMM.

Em seu pronunciamento nesta segunda-feira (20), na tribuna da CMM, Allan Campêlo diz que vem sofrendo ataques e que a culpa é de “alguns vereadores com pretensões eleitorais”. O parlamentar não citou nomes, mas possivelmente estaria se referindo aos vereadores Amom Mandel (sem partido) e Rodrigo Guedes (PSC), únicos que agiram contra o ‘puxadinho’ e as picapes.

Leia mais: David Reis se recusa a falar sobre puxadinho e picapes da CMM

“Sofro muito ataques, venho sofrendo muitos ataques porque, infelizmente, alguns vereadores com pretensões eleitorais querem fazer política em cima da nossa cabeça aqui dentro, jogando a população contra a gente, de forma injusta, porque aqui, o plenário, ele é maior do que eu [..] quem nos elegeu, 41 vereadores, existe uma consciência coletiva que tudo que acontece aqui nessa Casa é votado, e a maioria vai dizer sim ou não”, disse Allan.

Leia mais: Barrado: Justiça manda suspender ‘puxadinho’ de R$ 32 milhões da CMM

Amom e Guedes acionaram a Justiça Estadual, na última quinta-feira (16), que no dia seguinte aceitou os argumentos dos parlamentares e barrou a licitação que visava à construção do anexo II da CMM. Somente eles e os vereadores Raiff Matos (DC); Kennedy Marques (PMN); Capitão Carpê (Republicanos) se posicionaram contra os gastos. Os demais 36 parlamentares, incluindo Allan, se calaram.

Leia mais: Silêncio na CMM: apenas 5 vereadores se posicionam sobre gastos milionários

Ainda em sua fala na tribuna, Allan chegou a dizer que tais pessoas agem de forma ‘sensacionalista’ e ‘desonesta’. “Mas infelizmente eu vejo que tem pessoas que não agem dessa forma, procuram outros meios, no meu ponto de vista, sensacionalista, desonesto, para crescer pisando na cabeça da maioria de nós!”, disse o vereador.

Elogios ao prefeito

Antes de fazer tal crítica de forma indireta, no lugar de abordar assuntos pertinentes e relevantes para a população manauara, o parlamentar iniciou seu pronunciamento rasgando elogios ao prefeito de Manaus, David Almeida. Ao ser eleito como vereador, ele disse que teve de decidir quem iria apoiar no segundo turno das eleições de 2020 e hoje, meses depois, Allan diz não estar arrependido de ter escolhido Almeida.

“Essa gestão, de acordo com um instituto de pesquisa, ela está com 80% de aprovação. Vejam, senhores, 80% de aprovação no meio da maior pandemia que se teve conhecimento nessa nova era. 80% de aprovação na maior enchente que já existiu no nosso estado!”, diz.

“O prefeito David Almeida tinha todas as desculpas para não estar fazendo uma boa gestão, só era colocar a culpa na pandemia e na enchente. Ao contrário, arregaçou as mangas junto ao o vice-prefeito, e estão nas ruas diuturnamente”, defendeu, esquecendo dos diversos escândalos envolvendo a gestão de David Almeida em menos de um ano de mandato.

Leia mais: Mais um para a conta: aumenta coleção de escândalos de David Almeida

Amazonino ‘pessoa idosa’

Após elogiar Almeida, o vereador ainda falou sobre o ex-candidato Amazonino Mendes (sem partido) e se referiu a ele como ‘pessoa idosa’. Segundo Allan, Amazonino não tem mais condições de saúde para comandar a cidade.

“Não tenho nada contra a pessoa idosa, contra o candidato que ficou em segundo lugar, Amazonino Mendes. Eu acho que ele fez muito pelo nosso estado, mas tem uma hora que a coisa pesa e chega para todo mundo; essa questão da idade, questão da saúde. É ele hoje, amanhã vai [sic] ser eu”, disse.

Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap